quinta-feira, 14 de agosto de 2008

Os Três (Segundo vírgula cinco)

Querem saber o que é o amor? Ok... científicamente... é isto
O conhecimento nu e cru destes factos não deveria retirar-lhes a magia. Mas nada volta a ser como dantes...

Há dois dias atrás surpreendi várias pessoas ao afirmar que não gosto de receber.
Ordinariamente não. Sou complexo, e agradar-me é complicado. Por isso, até alguém me conhecer melhor, o que é obra para um Becheley Park de saias, a imobilidade é o ideal. Além disso, dar é uma das minhas habilidades, e eu sou um exibicionista confesso. E dar proporciona-me um enorme prazer. 
Sem me entregar, entrego-me a tudo, na dádiva. Nas amizades, no trabalho... aqui e ali. Gosto de surpreender, de causar felicidade, prazer, justiça. Há sempre quem mereça, nem que seja durante um hiato temporal.

E o que é o Tempo? 

E o Amor... o Verdadeiro Amor?





Este é um texto escrito por altura do Dia dos Namorados...

O Verdadeiro Amor
De todos os seres humanos que pisaram o planeta desde a invenção da escrita só existe um que define o Verdadeiro Amor como eu o concebo. A senhora da foto de cima.
Para mim o Amor é dar. Dar, e ter o maior prazer nisso, sem esperar nada em troca.
Diz quem ama que é preferível encontrar-se na pele do que dá mais e que mais se entrega, que é, embora sendo o que mais sofre, o que melhor sente e goza a essência do Amor.
Não vou, depois de Camões o ter feito, e de Shakespeare, que contra todas as correntes o celebrou, definir o termo.
Aquilo que é o Amor para os outros, para mim são amores...
Para quem não sabe, a obra de Madre Teresa não era uma obra de caridade cristã, embora fosse sob a cruz que exerciam o seu acto de Amor: nem mais nem menos que dar um fim pleno de puro afecto aos moribundos que juncavam as ruas de Calcutta.
Recolhiam-nos, pela manhã, levavam-nos para a obra, e com carinho, lavavam-nos, como bebés, beijando-os, acariciando todas as suas feridas, algumas em estado já de decomposição em vida... Com o ar mais ternurento sussuravam-lhes ao ouvido meiguices, e sempre com um sorriso de Amor, genuíno. Daqueles que a girl next door adoraria ver na cara do namorado mais vezes.
Ex-modelos de topo, ex-advogados de multinacionais, gente de todo o mundo que abdicou de tudo para Amar desconhecidos em eminente fim de vida... E sempre com um obrigatório sorriso. Felizes por poderem exercer o Verdadeiro Amor...
.

50 comentários:

Carla disse...

hummmm é tão bom dar...mesmo a alguém que não gosta de receber! :)
quanto ao amor...o melhor mesmo é sentir!
beijos

Mlee disse...

Mano,
Tenho a biografia dessa Senhora para ler logo a segui à da Etty Hillesum. Um exemplo único na terra, os valores que referes são a razão que me faz acreditar numa qualquer forma de Deus em cada um de nós ... disse-o há alguns posts atrás :)
E tu, maninho, também já te disse há uns tempos que tens um dom em relação àqueles que te rodeiam, não disse?
Ando a dizer muitas coisas :) vou para ali calar-me para um canto ;)
Beijinhos.

Zabour disse...

Palavras para quê? O Amor é assim mesmo...

Beijinhos

Pearl disse...

Venho dum outro blog que tb faz a mesma questão!!
No meu ponto que vale o que vale o amor para mim serve-me de combustivel para tudo o que faço, sem amor pela vida nada vale a pena!
Dar amor é o acto mais abnegado que conheço daquele amor que não se espera nada em troca...mas é tão raro...

beijinhos Rocket

Pearl

D.Antónia Ferreirinha disse...

Rocket, eu perder o apetite até posso perder, mas concerteza não é na 2ª fase do amor/fase da atracção, rsrsrsrs, segundo helen fisher. Não li o documento na integra porque no momento não me apeteceu fazê-lo, mas guardei-o para ler posteriormente.
A visão do amor varia de pessoa para pessoa e o que para ti são amores, para outros é amor. Eu amo sim, de forma incondicional, os meus pais. Todos os outros e seguindo o teu ponto de vista, são amores.
Em absoluto , concordo contigo, amar amou essa senhora que deu tanto de forma tão incondicional e talvez o único e precioso bem que tenha recebido em troca, fosse o sorriso franco e sincero de quem lhe ficou eternamente agradecido.
Beijinhosssss.

Rocket disse...

mlee

dá um mergulho por mim... : )

beijo, mana

Rocket disse...

zabour

that's right..

beijos

Rocket disse...

pearl

não me parece que exista abnegação alguma em dar amor... é um prazer...

beijos

Rocket disse...

d.antónia ferreirinha

a maior parte dos que madre teresa cuidou eram moribundos, sem qualquer hipótese de sobrevivência... mas de facto, numa dos documentários que vi...alguns sorriam de gratidão, a quem os mimava...não a ela porque no final era gestora de uma máquina de dar amor...

beijos

D.Antónia Ferreirinha disse...

Rocket, está a fazer 11 anos que ela faleceu e eu ainda me recordo ver o sorriso carinhoso dela em determinadas circunstâncias,sorrindo para as crianças.
Beijinho.

Rocket disse...

d.antónia ferreirinha

ela sorria, e obrigava o sorriso.

mas era uma mulher duríssima.

a teresa era...tesa.


beijinhos

blueminerva disse...

Verbalizar o Amor é uma tarefa complicada... quase inefável. Talvez classificar de sentimento mais altruísta seja o possível. É por certo o motor da vida e no meu caso e no que ao Amor diz respeito... quod me nutrit, me destruit

Quanto à Madre Teresa, dizer que é um exemplo de vida perene.

beijocas

blueminerva disse...

Acrescentar, que também há quem diga que o Amor é uma espécie de Nirvana...

Canuca disse...

O verdadeiro Amor revela-se por vezes em pequenos (grandes) gestos… dar sem querer receber nada em troca e ter prazer nisso.

"O amor é uma actividade, não um afecto passivo; é um acto de firmeza, não de fraqueza...é propriamente dar, e não receber."
(Erich Fromm)

vita disse...

É a minha querida canuca em cima disse tudo, o verdadeiro amor é dar.

Eu confesso, gosto de dar e receber..;P

E a madre teresa foi realmente um simbolo do amor.

Beijoooo doce meu

Rocket disse...

blueminerva

o altruísmo que referes só se encontra presente no verdadeiro amor. é o prazer de dar sem esperar em troca. é algo que ninguém ensina. vivemos uma realidade muito fraca a nível de maturidade emocional. posse, ciúme, pose...

o amor é tão natural como uma onda, um relâmpago, uma gota de água... é químico.

bjos sereia

Rocket disse...

ah blue

o nirvana é uma grande moca química... e no sex involved, at all...

bjo sereia

Rocket disse...

canuca

o erich fromm é dos nossos...

beijos

Rocket disse...

vtinha

a canuca é tua? emprestas? LOL... trato bem, tu sabes...

o que tu gostas sei eu meu... doce, meu ser maravilhoso...

beijinhos amorosos

Rocket disse...

carla

eu também gosto de dar... e sei dar...



beijos

Borboleta disse...

O amor...claro que dar seria a minha primeira palavra, mas confesso-te que não sei bem descrever o Amor...é algo que se sente e que se demonstra dando e principalmente sentindo!

O que sentes quando vês um sorriso sincero na cara de alguém, ou uma lágrima de tremenda felicidade que provocaste nessa pessoa? É amor, seja lá ele de que tipo for...mas É AMOR!!

Continua a dar...dá a vida toda, mas atenção...AMOR também é sentir o receber de retorno ;o) Só assim ficará em pleno!

Beijinhos tentando dar-te algo...mas quase nem lá chegando ;o)

pinguim disse...

È indefenível o amor, apenas se sente; o meu conceito de amor é imenso, e vai desde a minha Mãe e do Déjan até animais e coisas; é quase uma linha do horizonte; claro com diferentes cambiantes; no amor aos humanos, a dádiva é indispensável, e por isso acho que o "segredo" da Madre Teresa é todo e só esse: uma incomensurável capacidade de dar; deve ter sido uma pessoa muito feliz...
Abraço.

Gata Verde disse...

E é tão bom fazer surpresas àqueles que tanto amamos.

Beijocas

Tá-se bem! disse...

Eu logo vi que era muita fruta!! :p Tu queres é ver-me a chorar.. ahahah

Raras são as pessoas que dão sem esperar nada em troca.. mas acredito que tu sejas uma dessas raras pessoas :)

(Para mim isso é o verdadeiro amor.. mas eu não sirvo de exemplo)

abração ;)

jasmimdomeuquintal disse...

este não vou comentar, tá?
bjocas

vita disse...

Oh doce meu vou confessar-te uma coisa.
A canuca é a mulher da minha vida (se eu fosse lésbica era a eleita) por isso não a empresto a ninguém, mas como tu também és um amigo para a vida eu deixo-te dar umas voltinhas, porque sei que não estragas.;P

Mas tens de devolver com tudo no sítio..looool

Beijo querido meu

Rocket disse...

borboleta

egoísta/altruísta... nenhum completa o amor, então...
bem, eu amo de forma alargada e pouco hermética...

beijos

Rocket disse...

pinguim

viste "my beautiful laundrette", do stephen frears? lá o day-lewis e um actor asiático protagonizam uma cena de paixão que funciona em paralelo com outra de morno afecto entre um casal heterossexual entradote. o propósito era ilustrar a fraude do amor institucional em oposição ao genuíno protagonizado pelos dois homens... interessante, foi até abordado numa aula que tive na faculdade, julgo que de sociologia...

abraço

Rocket disse...

gata verde...desculpa, mas agora fizeste-me rir...uma das minhas surpresas favoritas é montar uma emboscada no meu corredor, a altas horas da noite, coberto por um lençol disfarçado de fantasma...

continuo a amar... e depois do susto e da risota julgo que também amado...

bjinhos miaus

Rocket disse...

tá.se bem!

para a malta se rir vai ao teu...LOL

na verdade, lembrei-me tardiamente duma frase que proferia há anos: se todos soubessem o bom que é dar sabendo como, desaparecia o egoísmo num ápice!

é um prazer incalculável e viciante... a sério!

abração

Rocket disse...

jasmim

já comentaste...

beijos

Rocket disse...

vitinha

eu sou lésbica, o problema é que me vou embora no fim do mês e querem-me aproveitar ao máximo... será que ela não se importa de me partilhar?...

sorry canuca, eu e a vitinha é sempre na palhaçada...

beijinhos docinho meu


ps: pede à canuca para fechar os olhos e depois respirando-lhe no pescoço deposita-lhe um lábio abaixo do lóbulo da orelha direita... depois diz que fui eu... não te esqueças da nuca...

há uns anos atrás fiz um filme desse por telefone ao instruir uma amiga no que tinha que fazer à outra (que andava comigo)...foi uma coisaaa..

Canuca disse...

Vita n és lésbica? Com essa agora é que me lixaste lol...anda aqui uma gaja há 6 anos enganada lol.

PS. Vocês estejam à vontade, façam de conta que eu n estou aqui a ler lol.

Beijos aos dois

Rocket disse...

canuca

ela não é mas eu sou, LOL : )

olha, no fim do mês vou partir para bué da longe, mas se não fosse, dizia que ia, na mesma. descobri, com isto, que é o ultimate trick em questão de engate. é garantido! melhor que isto só dizer que se vai para a guerra...

eu aceito os meus beijos

vitinha, se não quiseres os teus, passa-me o prato...

vita disse...

loooooooooool

Oh querida são já 8 acho..loool
E nunca se sabe se ainda não estamos a tempo, os gaijos bons vão para a guerra..loool

Ternurinha beijos da canuca nunca na vida os dava, fica com os teus eu com os meus, podemos é misturar tudo e beijamo-nos os três..;P

Beijoss docinho

Rocket disse...

vitinha

pois é...comigo longe cuméqué? quem me trata das flores? só vejo é brutos e elas têm pétalas tão delicadas...

hum... isto está dentro do espírito do post, a jardinagem...

um trio? stereo???? canuca vai lá ver! foi o post de domingo. e com amigas é quando corre melhor...

bjos dulces

Canuca disse...

Os 3? ok! como o Rocket é lésbico pode ser que isto funcione lol.

Será isto o amor verdadeiro?!? lol

Rocket disse...

canuca

pode ser que agora eu comece a gostar de receber...lol

vita disse...

Oh meus amores estamos num post da madre teresa, tenham maneiras, vamos para o ménage ali ao lado e deixem a mulher descansar em paz..;P

Rocket disse...

vitinha

a madre teresa queria, e obrigava toda a gente a um sorriso nos lábios... : )

Canuca disse...

A esta altura do campeonato a Madre Teresa já deve estar a pensar no que andou a perder este tempo todo lol ;)...qual amor verdadeiro qual quê, o que está a dar é trios lol (é desta que vou directa para o inferno lol).

Rocket disse...

canuca

a teresa estava-se nas tintas para tretas moralistas. queria era o povo feliz.

ao inferno vão parar aqueles que nos fazem aqui a vida num.

as duas vão para o céu... comigo ao volante : )

Canuca disse...

lolol Só espero que a vita n leve o mapa,senão bem lixados estamos lolol (private joke) lolol

vita disse...

Aiii..iamos ao céu pois ternurinha...ia-mos e vinha-mo (nos) tantas vezes quantas as possiveis..loooooool

Rocket disse...

ó vitinha

então não te orientas com um mapa? esgotas o teu sentido de orientação noutras coisas... orientas-te bué! lol

bjo canuca

Rocket disse...

vitinha

caramba...só pensas nessas coisas!







e eu também...


: )

Su disse...

ops ontem estive aqui .mas a movimentação era intensa e não consegui entrar..........

só para dizer, é isso mesmo, dar......... sem limites.......

jocas maradas de ser

Rocket disse...

su

acho que mais uma ainda marchava... se conseguisse parar de rir...ah ah ah

jmas

já tenho saudades e ainda não fui...

pinguim disse...

O filme que referes marcou-me imenso, na época, pois estávamos longe, apesar de tudo, dos dias de hoje, e dizia tanto, sobre tanta coisa...
E
E foi a primeira vez que vi o Daniel Day-Lewis, ainda tão jovem, mas já com a pinta de um grande actor...
Obrigado por me teres recordado essa "bela lavandaria".
Abraço.

Rocket disse...

pinguim

ora, sabia que ias gostar de reviver. para mim o filme mostra o que é o amor real, não o dos impressos.
outro que me lembro que define bem o mesmo recorrendo a uma situação homossexual é o crying game e esse recorre à surpresa brutal.

isto são coisas que vou escrever de uma forma alargada em setembro num murro no estômago de todos os falsos moralistas, que por aqui andam alguns...
já não tenho pachorra para a fórmula familiar da igreja...

abraço