segunda-feira, 2 de junho de 2008

a velha

Encontrava-me eu, numa destas manhãs, a ser tosquiado no cabeleireiro dumas amigas. Não completamente acordado, ouvia em off uma transmissão radiofónica deveras estranha. Sentia, meio a dormitar com o tic-tic hipnótico da tesoura da Regina, que era um programa com público, e a apresentadora, ou animadora, possuía uma voz de velha. Mas não era a voz de uma velha qualquer... era uma voz... sebosa, melada, abichanada, devassa, impúdica, dissoluta, licenciosa, depravada...

Não. Havia ali qualquer coisa que não estava bem... devia ser do sono.
— Ó Regina, diz-me uma coisa...o que é que está a dar?
— Ah...Rocket! É o programa do...

Não...
Do?

Dooo?
Era um gajo? Com aquela voz de velha?

Não.
Eu devia ainda estar a dormir, na certa...

Tic-tic-tic... agora eram os pelitos que me caíam no nariz. Soprava-os, como sempre, tapando um lado da boca, enquanto a Regina, com a conversa, me tentava acordar mais um pouco...

...mas a velha...
Lá continuava, com aquela voz de idosa assanhada... De facto, fazia sentido que não fosse uma velha, porque eu não conhecia nenhuma senhora de provecta idade com uma fala tão libidiniosa... mas agora... um gajo?

A Regina afastou-se para ir pegar a máquina de aparar. Segui-a com o olhar... Surpresa! Uma televisão!
Afinal não era rádio, era um programa televisivo... eu não tinha acordado...e de facto lá estava o gajo, todo aparadinho, com voz de velha porca...

Aí acordei.

Alguém que me ajude nisto: Porque será que na sociedade ocidental, mal um homem qualquer começa a levar na anilha, tenta imitar as mulheres no tom de voz, nos trejeitos, no aflautanço forçado?

Atenção! Nada tenho de homofóbico. Não é disso que se trata. Conheço gente dos dois lados do Atlântico com toda a variedade de hábitos, vidas e orientação sexual... respeito todos sem excepção, inclusive os indivíduos cujo comportamento descrevo...mas não respeito o comportamento em si, tenham paciência...

As mulheres que levam na anilha, que conheço, não falam num tom abichanado...falam normalmente, algumas até num registo bastante grave...tipo Marlene Dietrich.
Então porque será que uma grande maioria de homossexuais passivos tente uma imitação forçada de uma donna?
Será que julgam que isso os torna mais atrativos para os activos? Estarão a competir com as mulheres (ah ah ah) na obtenção de favores de outros machos? É por isso que exageram?

Eu dos outros não sei, mas a mim, esse tipo de comportamento provoca-me repulsa, mesmo física. Nojo. E tristeza...

Sou um apaixonado por História. Não só são os grandes eventos que eu acompanho, com gosto, ao longo os séculos. Os costumes, a moral, os valores e os prazeres também merecem a minha atenção.

Um dos personagens históricos que mais admiro é Alcibíades. Detinha uma personalidade magnética que arrastava povos a cometerem loucuras.
Era bissexual.
Quer mulheres, quer homens, tiveram por ele paixões arrebatadoras. Como ele, eram bissexuais quase todos os cidadãos seus contemporâneos... à excepção dos que eram exclusivamente homossexuais.
Todos os exércitos gregos, quer atenienses, quer espartanos, ou de outra cidade-estado, possuíam companhias de amantes. Eram os que lutavam mais selváticamente para salvar o couro ao amado...
O envolvimento homossexual entre valentes, na antiguidade, foi uma constante desde os primórdios, e nem sequer o termo (homossexualidade) existia. Desde os sumérios até aos gregos, gostar de homens era até um sinal de virilidade...

Não entendo, mas não é para eu entender... quem sou eu... Mas imagino que muitos homossexuais e bissexuais se sintam agredidos com tamanha deselegância. Ou não? Já não sei nada...
Não é pela moral, pelos valores. É porque é feio. É porque mete nojo. Um indivíduo que se comporta assim mete-me tanto asco como alguém que andasse por aí pintado com diarreia... é verdade, é uma genuína repulsa, não estou a inventar, nem a exagerar.
É deselegante, gratuito, de mau gosto, invasivo, inestético. Um perdido-por-cem-perdido-por-mil. Porque é um tiro no pé, e destesto ver isso. Andam a lutar pelo fim da discriminação, atitude que admiro e que respeito, e assim dão um passo à frente e dois atrás... E não há necessidade, julgo. Trabalhei num sítio em que alguns sócios eram gays e só me apercebi disso (algo completamente acessório) ao fim de quatro meses, quando alguém me contou...

Ontem lá estava a velha outra vez. Num programa que passou o domingo inteiro, em todos os canais, que eu não percebi lá muito bem: sobre transportes (autocarros, aviões... será um adeus ao petróleo? ).
E hoje, à hora de almoço, lá estava ela de novo, no ecrãzinho. Ouvi-a vilipendiar uma mulher da assistência com insultos... de velha nojenta.

47 comentários:

Tá-se bem! disse...

Eu concordo contigo! Mas não sabia que o Goucha levava na anilha... Quer dizer, suspeitava.. :|(ele diz-se assexuado)

ahahahahah De facto não era preciso tanto!

Abraço :) boa semana

Rocket disse...

tá-se bem!

mas eu não falei no Goucha...

UhUhAhAh!

abração

blueminerva disse...

Já sei... a velha era a acéfala Júlia Pinheiro!

Um beijo

Rocket disse...

bue...

estou a ver que este post vai servir de catártico
tiro-ao-boneco...

pronto, manda lá umas boladas na júlia...

um beijo? ena...outro

Magucha disse...

Uiiii, velhas dessas na televisão há muitas. Inclusive aquelas que se declaram completamente heterossexuais, e têm trejeitos que, se fossem mulheres, seriam chamadas bimbas, parolas, etc... Quero lá saber se preferem homens, mulheres ou tanto faz - falta de gosto é falta de gosto. E não devia ser celebrada nem divulgada. Qual é o problema de ignorar essas aves raras?

Bjos

p.s.- Já começaste a recolher nomeações?

Rocket disse...

magucha

estive para aqui a escrever isto tudo e tu em poucas linhas resumes a coisa...

nem mais!

segunda questão: estou a fazer-me caro, como é da praxe... "sabem, no sector privado é onde retiro o sustento... por isso... é com grande espírito de missão..."...

bjinhos maguinhos

Safira disse...

Concordo plenamente contigo na crítica ao exagero abichanado. Também não me incomodo nada com a comunidade gay (tirando quando são definitivamente giros, o que é um absoluto desperdício na minha perspectiva de gaja solteira). Também me revoltam as 'gay parade' e afins. Amigos, tá-se bem, mas não há necessidade. Não vejo os heterossexuais a desfilar cidade afora com cartazes 'viva o hetero'. Será mesmo só vontade de afirmação ou um reassuring grupado? Depois admiram-se que ainda haja pessoas que ficam embasbacadas a olhar para um gajo aos beijos a outro. Aconteceu no metro, no outro dia: dois jovens,pitinhos, mas no escalão máximo da gaytitude, em lambuzados beijos para quem quisesse ver. Pá, ok, se gostam de expressão corporal assistida. Mas para quem assiste, é um bocadinho decadente. Para não dizer que parece forçado. Mas, atenção, seria a mesma coisa com os hetero. Há qualquer coisa de profundamente irritante no beijocanço sonoro nos transportes públicos. Mas pode ser preciosismo meu...

Anyways, o Goucha é de facto 'bizarro' e tem uma voz deveras irritante! E um gosto no mínimo duvidoso no que toca aos blazers! Jesus...

Maria Manuela disse...

Que forma medonha de acordar...

bj

Rocket disse...

safira

lá estão lá vocês a falar no Goucha, eu não falei nele...
: )... ainda vamos todos parar à barra do tribunal eh eh, e tornamo-nos mediáticos sem querer...

quanto ao teu comentário...era isto que eu queria, uma reflexão sobre o assunto, e ver se de facto até que ponto estou certo ou errado...

não me incomodam as beijoquices em público...eu também sou um pouco wild nessas coias por isso...
além do mais, estive em muito lado e habituei-me...não me choca.

o que de facto me repugna é o comportamento "amulherado"... um homem, hetero ou gay, é um homem. nesse sentido julgo que as lésbicas têm muito que ensinar aos seus amigos...vejo-as lindíssimas, umas brasas, em londres, amsterdam, ny, ibiza ...e percebo-te...é de partir il cuore...mantêm-se femininas (e de que maneira, uiiii)

bjinhos miaus

Rocket disse...

MM

ah ah ah ah ah ah...

podes crer que foi, linda

ah ah ah ah ah ah...

ainda não parei de rir...

beij

vita disse...

rocketzinho tu és mau..muito mau..deixa lá as "velhas" em paz..só não curto as roupas..bem e os gritinhos estridentes..e já que falas nisso..aquele ar de velha..;)

Carla disse...

pergunto-me: depois de vários séculos em que as mulheres se viram na contingência de "imitar" os homens para conseguirem alcançar os meus direitos, estaremos agora a assistir a uma situação inversa? Ou seja os homens a tentarem conquistar terreno predominantemente feminino?
esquece, foi apenas um desabafo, na verdade acho a situação que descreveste uma afronta e uma falta de gosto.
beijos

Rocket disse...

vita

diz lá que não gostas que eu seja mau...

e a foto que arranjei? está bem apanhada, né?

bjinhos

Safira disse...

Eu só não gosto da beijoquice sonora de quem parece vai engolir a cara do outro, em público. Acho pouco elegante... Uma coisa mais discreta, nada contra. Um beijo roubado numa escada rolante, p. ex., tem o seu quê de simpático;)

beijinhos (silenciosos)

Rocket disse...

carla

não vou esquecer, claro, um comentário tão pertinete e arguto...

é por isso que eu gosto disto. começa-se a pensar de uma forma e no fim acaba-se com uma visão mais rica do assunto...
nem sequer tinha pensado nessa analogia, que referiste, e pode-se mesmo aliá-la à luta pelos seus direitos...

beijinhos

Rocket disse...

safira

pois eu normalmente ataco à frente de toda a savana, direito à jugular, à frente das zebras e das girafas que tapam os olhinhos às crias...

mas isso sou eu, um pouco perverso...imoral...selvagem...

ah ah ah

beijinhos miaus

Safira disse...

Pois eu não cuspo no poder da camuflagem... mas isso sou eu que sou dengosa, misteriosa e dissimulada.

Prrr...

(pronto, e ocasionalmente dá-me para a parvoice também)
Vou trabalhar, antes que tenha de ir dissimular para o centro de emprego!

Rocket disse...

safira

por isso é que tu és uma gatinha e eu um gatão...
eh eh

bjinhos

Mlee disse...

A foto é medonha, a verruga é pior ... daquelas que dão pesadelo na certa ... Percebo-te. Aceito. sou mais tolerante, mas sou gaja e isso muda a perspectiva. Acho inestético e, acima de tudo, desnecessário, mas não me repugna, não me mete o tal nojo.
É tema de reflexão sem sombra de dúvida. Sou vizinha de um gay giro como o diabo que não ostenta coisa nenhuma para além de bom gosto na roupa que usa e uns belos abdominais. Damo-nos lindamente, como é usual.
Quanto ao resto de que entretanto se fala, sou forte adepta da discreta beijoquice pública, lamento ... hahahaha! Jocas mano.

Adore disse...

A vida tem destas descobertas!

beijo

Rocket disse...

mlee

não tenho absolutamente nada contra gays,
reafirmo-o. É apenas o comportamento que descrevo...

andas a comentar os bastidores do post...eh eh...isso são coisas fora do palco... e a maior parte na brincadeira...

beijinhos maninha

Rocket disse...

adore

desculpa lá querida, não percebi...o que descobriste tu? que eu de quando em vez ando a dormir em pé e isso dá um post?

ah ah ah

beijinhos

Coragem disse...

Essa do homossexual passivo, é que me fez confusão

Hoje em dia não há disso, o passivo vira activo e vice versa.

Mas mesmo entre eles, há as bixonas (lol)verdade, existe quem não suporte a atitude, não de competição mas de inveja pura em não serem mulheres.

Conheci um, que dizia:
Eu gosto de homens, por serem homens mesmo, não para serem bixonas, falsas mulheres, velhas (lol)

Masssss, também aprendi a suspeitar de quem não os suporta ahahahahah

Beijinho

Afrika disse...

Nao me aquece nem me arrefece (sei de quem estas a falar)

Mas, estas pessoas sao o que sao por que os outros se divertem ao ve-los serem assim (no caso da tv) e depois por que quando o ser-se Gay se tornou moda, muitos simplesmente quiseram ser diferentes!
Como diria o Freddy "Show must go on!"

bjk

Rocket disse...

coragem

obrigado. publiquei isto também para ter umas luzes... acedeste ao meu pedido...

ai é? trocam de papéis...ok

esse que conheceste devia ter uma atitude perante a sua sexualidade como deve ser...

eu também desconfio dos homófobos. qualquer tipo de ódio, tem, como defendo o medo como raíz...

no meu caso é apenas nojo por esse tipo de comportamento...gajos a falar à pato donald, todos esticadinhos...parece que lhes injectaram hélio...

uma preferência sexual diversa não tem que implicar mau gosto...

bjinhos

Rocket disse...

afrika

a mim aquecem-me e arrefecem-me factos e comportamentos diversos, por isso este tasco é como é...
deste um bom exemplo. o freddy durante o seu trabalho de não se tornava invasivo com comportamentos desses. durante anos nunca ninguém se questionou sobre a sua sexualidade...

agora um cidadão ligar o televisor e ouvir um apresentador chamar" sua poooorca!" com voz de bichona a uma senhora presente na assistência que ele não conhecia de lado nenhum...convenhamos...

bjk

LeniB disse...

Basta ler 2 ou 3 livros sobre a história da humanidade para se perceber que, já nas civilizações mais antigas, a prática homossexual era comum, vulgar.
Prática que se estendia tanto a homens como a mulheres.
O rei David, por exemplo, levava para a sua tenda de campanha meninos para o aliviarem da pressão das batalhas, sem que isso lhe tirasse a força de guerreiro ou a virilidade da voz.
Até aqui nada de novo...
Nunca me senti incomodada por estar ao lado de casais homossexuais, conquanto estes não entrem no campo das mariquices: quero dizer com isto que também sinto vómitos nervosos quando escuto vozes apaneleiradas e, sempre que as ouço, curiosamente, são de homens.
Convivi durante muitos anos com colegas lésbicas, que não escondiam que o eram, quanto mais não fosse pelo corte de cabelo, pela carteira no bolso traseiro das calças, pelo modo de andar, todo em si másculo. Mas nunca as ouvi a falar à gajo.
Daí eu diferenciar homossexuais e gays. Daí eu continuar a prezar a hegemonia feminina. Daí eu continuar a defender a teoria que, se deus criou primeiro o homem, foi apenas para criar um esboço da obra-prima: a mulher.
Repare-se apenas na quantidade de gajos em posturas afemeninadas, contraindo a traqueia para que o som sai fino!
Acaso é normal ver algo semelhante nas lésbicas?

Isto já vai longo...tenho outras coisas em que pensar!!!

bjsssss

Rocket disse...

leniB

ó obra-prima...respira, mulher!

então é assim que eles fazem para falar à Pato Donald? comprimem a traqueia? e eu a pensar que era com hélio...mas eu sou apenas um mero esboço... ah ah ah

beijinhos

miguelpontocom disse...

Não sei de quem estás a falar, mas existe um que me irrita mesmo.

Não sei se é gay, mas é maricas de certeza.

Faz um programa de manhã na TVI.

Rocket disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Rocket disse...

miguel.com

não ligo aos canais

deve ser esse e se assim for, não é quem mas o quê...

Patti disse...

Não me irrita minimamente este tipo de comportamentos.

Há heterossexuais a fazer figuras bem piores.

Há os heterossexuais com comportamentos exacerbados e ninguém fala deles, mas se vem um gay efeminado, é-lhe logo apontado o dedo.

Rocket disse...

patti

a mim também não me irrita...mete-me nojo, pura e simplesmente...

Um indivíduo que se comporta assim mete-me tanto asco como alguém que andasse por aí pintado com diarreia.. É deselegante, gratuito, de mau gosto, invasivo, inestético. Um perdido-por-cem-perdido-por-mil. Porque é um tiro no pé, e destesto ver isso. Andam a lutar pelo fim da discriminação, atitude que admiro e que respeito, e assim dão um passo à frente e dois atrás... E não há necessidade, julgo.

...não sei a que comportamentos te referes em relação a heterossexuais...provávelmente também sentirei o mesmo que tu...

e aqui o que está em questão não é a homossexualidade, de todo. dei-me ao trabalho de clarificar isso extensivamente ao longo do tópico...

e não lhes aponto o dedo porque senão ainda mo agarram... essas velhas nojentas.

By myself disse...

Concordo inteiramente com o teu ponto de vista. A meus ver, "as bichas" são os verdadeiros responsáveis pela segregação dos homossexuais.
E ainda me confundem mais os gajos que se sentem atraídos por essas imitações rascas de gaja.
O tom de voz e os gestos, não chegam a ser efeminados, mas sim ridículos.
Agora quanto às lésbicas, também me parece que entre elas existirá uma "corrente" semelhante, ou seja; "s bichas" que adquirem o tom de voz e os gestos tipicamente masculinos.

Deve haver uma explicação clínica...

Bjs




No que respeita às lésbicas, claro que as há lindas

Rocket disse...

by myself

muito pouco a comentar, no teu comentário, o meu conhecimento de questão a nível empírico é limitado, socorro-me da história...

só sei o que sinto e acho que é como dizes:" efeminado" é um termo suave para caracterizar um comportamento nojento...quanto às lésbicas, é sempre útil para mim ler a opinião de todos... as brinacadeiras discriminatórias a elas não lhes ligo e conversas sérias sobre o assunto normalmente acabam nisso...

beijinhos

Su disse...

olha por incrivel que pareca:) gostei de ler.te, pois sempre me intrigou que gajos q levem na anilha (eheheh) tenham forçosamente de falar "fininho" e cheio de tiques "mirabolantes" ....1º pq mu alguma fala e maneira assim
2ºnão há mu que goste de ho assim...
3º como é q ho q gosta de ho..gosta desses seres assexuados...deviam gostar de ho..ho.....

opss acho que me perdi...
mas tb acho q deu para entenderes...

sei lá:)))


quer dizer são sempre uns tadinhos, uns baixihos, uns rasteirinhos....pois......inhos....
jocas maradas

Rocket disse...

su

é uma pena que homens que tenham uma orientação sexual diferente da minha tenham que sofrer uma discriminação atroz devido a alguns que ostentam esse tipo de comportamento asqueroso...
é que depois as pessoas metem todos no mesmo saco...
conheço homossexuais educados, sofisticados, cultos, cordatos e discretos qb como qualquer homem vulgar. nunca comentei isso com eles por uma questão de educação...
posso apenas imaginar o quanto esse tipo de coisas
lhes pode custar...

jocas maradérrimas

Sorrisos em Alta disse...

LOL

Ah, o post afinal não era sobre pôr nas embalagens... era sobre levar no pacote...!!!
;o)

Rocket disse...

sorrisos

LOL... que diplomacia...

abraço

g. disse...

por acaso tb me faz muita confusão os gajos precisarem de se abichanar ou chamar a atenção com aqueles trejeitos e gritinhos estéricos.

dizem que a ilha terceira é a ilha dos paneleiros e considerada pelos micaelenses [ilha rival] de rabos tortos. pois... em sao miguel tb é o paraíso fiscal deles e delas, no entanto na terceira nunca vi gajos abichanados a chamar a atenção como vejo aqui em lisboa, e eles existiam e estavam ali no nosso grupo. poucas pessoas sabiam ou apercebiam-se porém o que faziam dentro das 4 paredes não me dizia respeito nem interessava apesar de o saber.

no meio militar também existem e muitos... no entanto 90% deles ninguém sabe ou desconfia, fica-se com os outros 10% que por atitudes ou maneiras de falar são explicitos. e esses... enfim são mesmo uns tristes e ridiculos
detesto paneleirices e o goucha e outros/as que tais deixam-me com os cabelos em pé por isso é que só oiço rádio
bjs

g. disse...

voltei porque me lembrei de uma coisa estranha que, por acaso ao nivel das gaijas me faz muita confusão... porque que elas se vestem como homens, calça, sapato e meia como os homens? ou seja meia de algodão pelo tornozelo e não soquetes ou meias de lycra como as gaijas normais??

eu penso que se uma mulher é lésbica é porque gosta de mulheres então não tem sentido a outra vestir de homem nem de se comportar como tal o mesmo vale para os homens se são gays é para uma luta de espadachins e depois embainhá-la e não para estarem com comportamentos e roupas de gajas, ridiculo aqueles homens que vestem, fio dental, cinto de ligas e meia pela coxa

são mulheres e gostam de mulheres então que sejam mulheres se são homens e gostam de homens que o sejam na plenitude

enfim.... gostos e paranóias

Rocket disse...

g

um homem é um homem. não entendo porque carga de água imita mulhres....


bjinhos

Rocket disse...

g

exactamente

bjinhos

pinguim disse...

Caro Rocket
completamente ao destempo, mas correspondendo ao teu pedido aqui vai o meu comentário; apenas te quero dizer que com ou sem pedido do mesmo, teria à mesma vindo aqui ver o post
Vamos aos factos: o Goucha e vamos falar sem "véus", é uma "personagem" criada, acho que naturalmente, por si próprio e que não tem para mim, nada de apelativo, nem fisicamente, nem profissionalmente (o episódio de chamar «porca» à senhora, é degradante), e o seu comportamento como tu dizes "abichanado" não é de todo do meu agrado, como não o é em todos que o usam; mas daí a qualificá-lo de nojento, não...se não gosto, evito, não gasto...
E também concluir que isso é uma característica dos "passivos" é muito impreciso; posso assegurar-te que num relacionamento normal homossexual, o papel de activo ou passivo, é secundário; há activos completamente efeminados e passivos verdadeiramente dificil de o adivinhar; aliás, a versatilidade impera cada vez mais e dantes é que se considerava que quem era comido é que era paneleiro, o outro só aproveitava.
Ainda hoje há pseudo machões que se afirmam exclusivamente activos, e na primeira ocasião "se viram";
Claro que estes comportamentos chocam certas mentalidades e acabam por se voltar contra os próprios homossexuais; eu nunca seria capaz de ter sexo com um homem efeminado, mas não é por isso que o descrimino ou gozo...
Outra questão é a demonstração pública de afectos´entre homossexuais; não sou contra como não sou contra a mesma demonstração entre heteros, sou sim contra manifestações exageradas que têm o fim de provocar( e sei que existem).
Para finalizar, caro amigo, sou homossexual assumido, mas acima de tudo orgulho-me muito de ser homem e gosto de homens, mesmo homens, nem mesmo de "clones" que é o que se vê mais por aí, todos iguais, depiladinhos, musculaditos de ginásio e tipo "Ken"; mas acredita que te cruzas dia a dia com muitos homens (mais do que pensas) que nem sonhas que são gays, podes estar certo.
Abraço muito amigo.

Rocket disse...

pinguim

agradeço-te o comentário. fico satisfeito por verificar que o que escrevo faz sentido, ainda que não na totalidade. referi o abichanado em relação à voz, porque de facto o meu relato é real. não seria capaz de me referir a alguém assim por escrito.é também real a minha repulsa física por exibições dessas. tentei traduzir isso por palavras, e julgo que consegui.
já me tinham referido a falta de sentido no uso de termos como "activo" ou "passivo" contudo agradeço-te o melhor esclarecimento.
não é a minha mentalidade que se choca com um comportamento como o que relatei. é a minha sensibilidade e julgo que a tua. é falta de educação, além de tudo aquilo que escrevi. e uma caricatura, julgo, da homossexualidade que depois fica a fazer fé nas camadas mais incultas.
em relação à demonstração pública de afectos entre homossexuais, não fui eu que a referi. não me choca. tenho o hábito de viajar e vi demasiadas coisas más nesta vida para me chocar com actos de amor.eu próprio sou wild com os meus afectos, e vivo a minha sexualidade de uma forma muito intensa. por isso, quem sou eu para apontar dedos?
apraz-me saber que o que escrevi, terá acidentalmente muitíssimo pouco de homofóbico, pois não era a minha intenção, de facto. mas não sou perfeito e é delicado lidar com uma realidade para mim desconhecida.
em relação às pessoas com quem me cruzo e me dou...sinceramente? tenho mais que me preocupe que a escolha de parceiro de cada um...

é que nem digo aquilo que já ouvi da boca de gays dissimulados( parece fórmula coxa...):" se não for comigo...".
eu, "se for comigo", só tenho é que me sentir lisonjeado, por ser reconhecido como alguém atraente para outro ser humano, e embora seja uma situação delicada, porque não é essa a minha preferência, tenho a obrigação de saber lidar com ela da melhor forma. as pessoas não são imbecis e normalmente nascem amizades. também rejeito muitas mulheres que fica amigas.

contudo esta é uma discussão para mim mais abrangente. não tem só a ver com homossexualidade, tem a ver com o modelo de família que a sociedade judaico-cristã quer impingir. em setembro escreverei sobre isso.
em dois dias seguidos li o teu post e o da d. antónia que me levaram a uma reflexão. ela sei que não se importa, e se tu leres isto e deres o teu aval gostaria de referir o teu.

um abraço muito amigo também

pinguim disse...

Claro que podes fazer uso de tudo o que quiseres; dispõe sempre.
Abraço.

Rocket disse...

pinguim

obrigado e um abraço