quarta-feira, 28 de maio de 2008

Assassino Verde

Existe um monstro dentro de mim. Há anos.

É a minha profissão.

Sou designer de comunicação, na vertente editorial.
Revistas, jornais e livros. Newsletters e boletins.
Sou um criminoso.
Um criminoso responsável pela morte de milhares de árvores. Devia ser julgado num tribunal internacional de defesa do ambiente.
Muitos dos títulos que vocês vêm nas bancas, e que provávelmente compram, ou pior, coleccionam, têm a minha marca.
Ou fui eu que os criei, ou lhes dei o nome, desenhei ou redesenhei o logotipo. Fiz centenas (e continuo a fazer) de capas, durante anos... nem imaginam... duas, três, por semana. Até 2001 fazia, por vezes, mais que uma por dia...
Façam as contas: ando nisto desde o fim do curso, devia ter vinte e um, vinte e dois anos... hum...possivelmente falamos já em milhares...
É o que digo: culpado, com todas as letras.
Director de arte de algumas das revistas e jornais de maior tiragem e circulação, quer especializadas, quer generalistas.
E pior, agora um experiente e desumano consultor de comunicação capaz de chegar a qualquer tasco e montar uma redacção eficiente, um Auschwitz de papel: um Himmler à frente dum plano de extermínio florestal.
O chefe da mortandade verde.

Meses atrás, tentei enveredar por outro caminho, mas o assassino de árvores que há em mim não deixou.
Voltei a matar.

Cada vez que uma rotativa dispara milhares de exemplares numa gráfica em Queluz, isso significa um hectare, ou mais, de ausência de floresta nas nossas vidas. Menos um exército de devoradores naturais de CO2, menos um habitat de alguém com penas ou pêlos...menos um horizonte verde onde repousar os olhos.

Julgam que eu não tenho noção da gravidade da coisa?

É claro que tenho! Não imaginam o contrasenso. Evito, ao máximo, usar uma impressora... quando olho para a folha que ela devora, sinto uma coisa...

Começou tudo antes de aprender a ler, quando me fascinava com os logotipos que se faziam: como as suas letras casavam entre si para criar uma nova forma, com harmonia e habilidade...
Uau! Considerava quem fazia coisas daquelas... um mago...

Ainda continuo a fazê-los assim. Acredito num logotipo que deslumbre pela surpresa, pela habilidade... como um número de circo...
Na faculdade tirei design de comunicação. Antes mesmo do fim do curso, um professor enviou-me para o mundo das revistas. Nunca mais de lá saí. Mesmo quando director de arte de um dos nossos maiores jornais, subia o elevador do mesmo prédio para me sentar com os gráficos numa sala a corrigir impressões de algumas revistas que saíriam no mês a seguir...

Bem digo, ao olhar-me no espelho, que sou um assassino verde, uma espécie de criminoso em vias de extinção. Que a net vai matar as revistas como o vídeo matou a rádio ("tufonia", segundo a minha ex-assistente beta) e o cd matou o vídeo e o dvd matou o cd e um meteoro matou os dinossauros...

Anos atrás tirei um curso de web design. Serviu para muito...

Andava às voltas com quatro revistas e agora ando com mais outras tantas. Daqui a dois meses meses serão mais ainda...
Pelos vistos, continuarei a matar... até morrer...

Um dia serei considerado bárbaro. Ao mesmo nível de um qualquer director de departamento duma tabaqueira ou de... uma petrolífera.

Um dia. Muito, muito depois da minha morte...

56 comentários:

Rafeiro Perfumado disse...

Da próxima vez que eu sentir dificuldades em respirar, já sei quem é que hei-de insultar...

Rocket disse...

rafeiro pefumado

podes trazer uma corda, a malta ajuda-te...

curtiste a minha hipocrisia?

abraço

xunana disse...

Mais lindo, vi ontem a solução para os teus problemas de consciência... O iLiad. É uma tela super leve que tem um pequeno processador para a qual podes descarregar livros, revistas, jornais, documentos, etc. Evitas assim a morte de várias árvores a cada publicação. Genial!

Mais info em http://www.irextechnologies.com/products/iliad

Beijão, xunana

Rocket disse...

xunaninha

ainda está muito incipiente essa tecnologia cujo expoente foi desvendado em minoritary report...sempre o spielberg...


beiiiiiijnhos e thanks

jasmimdomeuquintal disse...

Olha... pelo menos és um assassino verde e consciente, mesmo com elevada hipocrisia na escrita (deste post, claro..)
Posso só fazer uma pergunta de ignorante? porque é que aparecem tantas revistas iguais - tipo as cor-de-rosa? imagino que não haja escândalos nem vips para tanto; digo eu que nada sei...
bjocas vá e deixa lá, no fundo estás cheio de vontadinha de fazer uma nova revista.Ainda te contracto para designer do meu livro... técnico porque lamechas como sou deveria escrver ao nível das novelas venezuelanas...

kitty disse...

Vou dar o teu endereço aos srs. da greenpeace! Tenho a certeza que qualquer dia irá arranjar-se solução para esse problema. até lá faz título pequeninos para ocuparem menos espaço

Rocket disse...

jasmimdomeuquintal

se as há é porque o mercado pede. e pegaram porque as pessoas têm uma baixa auto-estima, na generalidade e quando olham para as que aparecem sonham um pouco ...é patético mas é assim...
"flash" veio desta cabecinha... e era um título de secção de uma outra revista que tive que mudar para "palco" para aproveitar o nome para o que ia sair...
queres editar um livro? isso é uma árvore...
muitas capitas de livros e layouts que andam por aí...

pois é...the green killer...

Rocket disse...

kitty

dá que eu apareço lá com uma corda ao pescoço como o egas moniz...mas vamos todos. cada vez que pegas numa publicação és tão responsável como eu...ninguém tem as mãos limpas neste âmbito...

e o problema nem são os títulos grandes, que quando ligo o jornalista inside tb os faço, sempre curtos.
é que as publicações são as rémoras e a publicidade o tubarão...

vita disse...

Xiii agora impressionaste-me..seu "matador" atão isso faz-se?.;)

Coragem disse...

Eu sabia, porque fugi eu há 14 anos, com malas e bagagens da zona de Queluz. :))))
O puto queria respirar e não conseguia, (asma)venho eu "treca treca" rumo ao Alentejo, onde arvores não faltam.
Assassinos também não, mas é um mal necessário...

Beijo

Rocket disse...

vita

assassino profissional...é para ganhar a vida...

bjokas

Rocket disse...

coragem

fizeste muito bem!
espero que ele esteja melhor...

eu sou um mal necessário? glup!

bjinhos

Coragem disse...

O corte das arvores, menino!
eheheh

Safira disse...

Deixa lá, por aqui também se polui o ambiente com emissões de CO2...Para além de trabalhar para idiotas, ainda sou inimiga do ambiente. Que desperdício de talento! Epá, n me arranjas emprego nas revistas? é que, mal por mal, as árvores ainda se conseguem ir plantando (e eu até sou dada à jardinagem), agora a camada de ozono é que desconfio que seja difícil repor...
Beijinhos

Adore disse...

Tu matas porque tens de matar, acho que isso é perdoável :)

beijo

Rocket disse...

coragem

;-)

Rocket disse...

safira

ok. arranjo-te emprego. criamos uma actividade. replantas as árvores que eu matei...
...isto tudo é tãããão ideafix...lembras-te?...do cão do obelix que desata a ganir quando morre uma árvore.
Foi o que sento quando cheguei um dia à minha rua e tinham arrancado as árvores centenárias devido às obras. agora estão aqui uns plátanos...

ainda bem que não serei julgado nem irei para o cadafalso sózinho...

bjinhos

Rocket disse...

adore
és tão querida!

dizias isso ao Himmler, ao Adolf Heichmamn, ao Reinhard Heydrich?

quando for julgado quero-te para defensora...

...mas eu não quero ser em nuremberga...já escolhi o resort nas bahamas, se não puder ser, bora-bora parece simpático...ok, ok...seycheles servem...

o que sei é que este é o único post em que os comentários não trazem um beijinho no fim...

;-)

Safira disse...

pode ser...dá-me só uma estimativa das árvores que mataste para ver se consigo reformar-me ainda este século!

Eu sou muito mais próactiva que o ideafix, embora chore por tudo e por nada. A minha luta diária é salvar os bichos de conta que encontro de patas para o ar no caminho. E no parque da estação onde deixo a viatura, há-os aos montes agora. Escada acima, lá vou eu a virar os pobres desgraçados para que não fiquem ali a 'esbracejar'. Não tem conta as vezes que perco o comboio à conta disto! Aposto que ninguém percebe muito bem o que ando ali a fazer de rabo para o ar, a mexer no chão, mas com a perplexidade alheia posso eu bem!
Beijos

Rocket disse...

safira

as contas terás que fazer tu.e não quero saber. Quando tenho febre nunca uso um termómetro.
assim ignoro-a...

essa dos bichos de conta... esse sentimento maternal extensível aos mais fracos...

bjinhos

Safira disse...

é...Também tento com os gajos, mas não resulta tanto. Os bichos de conta sempre reclamam menos! ;)
Bjs

Rocket disse...

safira

tens que ligar o receptor de infra-sons, se calhar eles estão assim para uma coça matinal dos costados... e mandam vir na mesma... os bichos-de-conta

Patti disse...

E agora que já confessaste que mesmo que queiras nunca serás verde, de que cor ficaste quando terminaste o post?

Rocket disse...

patti

encaro tudo com filosofia, como lês...

agora olhamos para os inquisidores como bárbaros desumanos, para os traficantes de escravos como criminosos. para o apartheid, que não existia só na áfrica do sul...

tudo crimes do passado...sei que daqui a uns tempos olharão para mim também assim...

estou já é antecipar os valores do futuro porque sei que ninguém me vê agora assim, excepto eu...

mas crime, crime é para mim e sempre foi, como o comprovo em posts antigos o tráfico de energias fósseis...

Magucha disse...

Sim senhor. Muito bonito. Com que então estamos de lados opostos do extermínio verde... Eu toda contente a plantar sementinhas de árvores na varanda, e tu a incentivares a morte de árvores aos milhares!

(Hm. Melhor não refilar muito, que além de leitora ávida, também colecciono algumas revistas que releio...)

Por esta passa! Mas se fosses construtor civíl não te safavas assim tão facilmente...

Bjos

Rocket disse...

maguinha

eu penitencio-me...vou plantar árvores aos fins de semana...hum...não me ponham é a fazer isso em lotes para habitação...já me basta refazer artigos...

gosto muito de te ler por aqui...plantar sementinhas...fixe!

bjinhos maguinhos

Tá-se bem! disse...

Mas Sr.Director, um assunto destes logo agora que tencionava lançar-me no negócio dos sacos de papel..
ehehehe

Abraço :)

Mlee disse...

Há pouco tentei o "comment", mas acho que não publicou ... ora o que é que eu tinha dito mesmo? estou tão cansadinha ...
Bem, era mais ou menos isto: hipocrisias à parte (ui, adoro a serrinha da Gucci) ocorre-me que, na próxima 6ª feira, termino uma colaboração de 2 anos com uma dessas industrias que "matam".
Foi, profissionalmente, uma experiência enriquecedora e um enorme desafio, porém, durante esse tempo, senti sempre (mesmo sempre) o desconforto de saber que o negócio em causa, mata efectivamente, tanto mais que "já o vi matar" ... era estranho!
Tenho a noção de que recupero agora uma qq leveza de consciência ... xxiiii uma advogada com consciência ... contradição de termos, eu sei ... beijinhos.

alfabeta disse...

Um assassino com a consciência pesada!


Pois é, o mais triste é que muitas empresas ainda não reciclam o papel que gastam,uns preocupados com o Mundo e outros a estragá-lo.

Sabias que até se pode reciclar o oleo que se gasta em casa para fritar?

Soube-o à pouco tempo, tanta publicidade parva na TV sobre os contentores que já toda a gente sabe que existem e deste contentor quase ninguém sabe,pois é, tipo, nós por cá...

D.Antónia Ferreirinha disse...

Então ando eu a ensinar à minhas criancinhas a politica dos 3RS e em contrapartida encontro um exterminador das mesmas?
Embora escrito de forma hipócrita e irónica, deu para perceber que fazes o que gostas , porque senão gostasses eu diria que ainda há tempo para mudar, ou será que não?
Mas senão o fizeres tu, alguém o irá fazer, não é verdade?
:-)))))))

Su disse...

assasino....................
não digo mais nada aquiiiiiiiii:)

jocas maradas.nada verdes:)

Afrika disse...

Nem sei o que dizer, estou chocada!
(da pra ler o tom irónico nesta frase?!) Pois... hummmm, continuo chocada! Caramba, realmente tu um assassino, e ainda por cima verde, sei la com tantas outras cores... mas verde é sempre o da esperança. Há coisas mesmo muito engraçadas (ainda tom irónico, LOL)

Deixa la, a tua culpa não é nada que não se cure com umas idas a missa e como penitencia um bom par de ave marias e pais nossos! LOL LOL LOL LOL LOL

LeniB disse...

mas que rol de confissões...
estou com o rafeiro: quando sentir falta de ar começo a insultar-te mentalmente!
do que li, não percebi que fosses lenhador...logo, quando fores julgado no dia ou na noite do juízo final, serás apenas dado como cúmplice, o que suavizará a tua pena...menos mal, portanto.
bj ambiental!

Rocket disse...

tá-se bem

sacos de papel? hum...e reciclado? é mais caro...
bem...fico logo com vontade de ajudar...que raio de assassino...

abração

Rocket disse...

mlee

devemos ter sido separados à nascença...LOL...

é o máximo, a chainsaw, né?...
...pelo menos mato com requinte...

bjos, mana perdida

Rocket disse...

alfabeta

a consciência não me pesa. a carga fiscal sim...

a solução passa por novas tecnologias, porque as pessoas vão continuar sempre a querer ter registos, documentos...algo.

até lá...

mas que isto tudo vai ser considerado bizarro e criminoso pelas gerações futuras...vai.

tal como as torturas públicas no sec VXI...

bjinhos

Rocket disse...

d.antónia ferreirinha

"Mas senão o fizeres tu, alguém o irá fazer..." as prisões estão cheias de gente que utiliza esse argumento...

na verdade somos todos culpados. aposto que ninguém que comentou este tópico tinha pensado na questão como eu, de forma crua, exibi...

até eu sou um alvo meu, conheces alguém assim?

bjinhos vitorianos

Rocket disse...

su

primeiro as árvores, depois as pessoas... já encomedei uma Barret. Se deixas de comentar apareço na madeira e furo-te o motor do carro com balas de calibre 50...

nem preciso sair do aeroporto...a arma tem um alcance inacreditável e uma mira hi-tec...eh eh

jocas maradérrimas

Rocket disse...

afrika

uma ida à missa é capaz de ser boa ideia, o único tipo de publicações que não fiz foram de cariz religioso...

mas... já fiz livros sobre joalharia religiosa...

e eu, de joelhos? nááá...

bjinhos

Rocket disse...

lenib

quero ser julgado nas bahamas e posso estar a dormir debaixo dum coqueiro enquanto lêm a setença
...no problem...

vou precisar é de alguém para abanar a folha de bananeira que aquilo é quente como tudo...até a água... :-)

bj à temperatura ambiente (tropical)

blueminerva disse...

Vou já alertar a Quercus! Isto não fica assim seu, seu, seu... Estripador de árvores!

Um abraço

Mlee disse...

Vais ser julgado?!? ;) huummm hahaha

Rocket disse...

blueminerva

que horror! utilizas cada imagem!...uma árvore desviscerada...arghhh

beijocas

Rocket disse...

mlee
nas bahamas. está disponível para me representar srª drª? atenção que ainda podem mudar
para bora-bora...ou seychelles

galápagos não...

O Pinoka disse...

Eh pá, mas será que não anda por aí ninguém que possa emitir um mandado?
É que dos que confessam temos poucos.

Um abraço

ps: tens lá no meu canto a resposta ao gasóleo.

Rocket disse...

O pinoka

Eh eh...se fosse punível achas que confessava?

vou ler

um abraço

By myself disse...

Hummm...Queluz...rotativa...hhuummm...acho que estou a ver. Eu que me confesso assassina verde (ao quadrado), tb participo na matança e de que maneira. Tenho que admitir que adoro ver uma rotativa a trabalhar. Nesse momento esqueço a matéria prima. Acho que só me conscencializo quando visito o armazém de uma gráfica e vejo as toneladas de papel.

Beijo

Rocket disse...

by myself

estás a ver. e eu também. com que então tens um talho... eh eh

deixa estar, apenas participas na parte de processamento... já lá passei muitas noites dentro daqueles enormes aquários... contrariado pelo princípio da coisa (se um designer entra numa gráfica alemã, o impressor pega no casaco e vai mais cedo para casa...) porque não vejo necessidade de ter alguém a respirar por cima do meu ombro enquanto tento fazer o meu trabalho o melhor possível... mas isso sou eu, que tenho mau feitio, como chamam amiúde ao meu profissionalismo...

bjinhos. já tenho companhia no cadafalso,
e agradável...

Sorrisos em Alta disse...

Não te martirizes com isso.
Pensa positivo e sorri, então, no caixão, dando graças por não teres ajudado a deitar abaixo todas as árvores do mundo e terem ainda as suficientes para ter feito a urna onde estás, calma e comodamente deitado...
;o)

Rocket disse...

sorrisos

um gajo ao acordar num caixão tem lá motivos para sorrir e pensar em árvores...

abraço

Sorrisos em Alta disse...

Motivos, não sei. Mas lá tempo para pensar, tens muito...
;o)

Abraço

Rocket disse...

sorrisos

só o da duração do oxigénio...LOL

abr

Helluah disse...

olha, eu a ti, pregava-te pelo escroto no topo do Empire State building com 2 resmas de papel na mao...

e o pregar pelo escroto é mesmo com pregos no escroto, não estou a usar nenhuma figura de estilo, é mesmo LITERAL!!!

HUMPF!!!!


destruidor de florestas!!!!

miguelpontocom disse...

Assassino sou eu que compro o expresso todos os sábados.

Rocket disse...

helluah

és muito violenta. isso normalmente dá duas coisas:

1ª um bom par de tango

2ª uma boa...

bjinhos

Rocket disse...

miguel.com

com o expresso é pior. vem com muita tralha e normalmente num saco... deixa estar, vamos ser julgados em st barths... tá-se bem

abraço