terça-feira, 29 de julho de 2008

Vou ter que me repetir, mas de outra forma. Quero que agora nada te passe ao lado, como o que, anteriormente com delicadeza escrevi...

Não, querida, não tens que me pedir desculpa pela tua intervenção no
blog... divertiu-me, a mim, e a todos...

Tens que te ajoelhar, sim, mas por me teres insultado!... Porque, se te apanho em algum lugar, se me cheira quem tu és, abro-te os maxilares, a estalar, com com estes dois camiões de carne que tenho pregados ao tronco, estas duas escavadoras, o suficiente para fazer deslizar uma das minhas garras pela tua faringe até chegar ao peito, apontando-a em seguida ao teu coração, esmagando pelo caminho com difícil precisão as viscosas traqueia, aorta e artéria pulmonar, para o colher, trazendo-o logo pela mesma via da recolha, ainda palpitante e a escorrer o sangue untuoso que me desequilibra, ao escorregar, enquanto tento delicadamente provar com uma sorvida dentada, o teu ovo de carne vil...

...

Que coisa feroz... crua... de uma náusea insuportável...
Mas nunca tão feroz como uma bofetada desferida numa mulher num cenário de violência doméstica... não tão cru como o sabor que ela sente na sua glote entupida pelo horror que decorre...não tão nauseante como ela se dói nos dias seguintes, antes de ganhar a coragem suficiente para observar o canto do seu próprio olho num espelho manchado pelo pó das noites de luto por si...
Milhões de mulheres por todo o mundo, são vítimas deste horror, tendo caído no poço do mesmo na maior parte das vezes por acidente... mas uma pequena parte é isso que procura... por incrível que pareça...
Juntam ao seu rol de emoções a explorar, a busca de um... homem interessante. Mas procuram-no da pior maneira. A correcta seria uma exibição tranquila da sua própria natureza interessante, e deixar que a lei da atracção se cumprisse de forma natural.
Simples.
Mas não. Lançam o fogo, pisam o acelerador até para bem lá do vermelho e o cheiro a borracha queimada se tornar insuportável. Provocam, atiçam...entram em guerra.
Conheci várias. Agora não tenho nem um segundo de paciência, mas tive, durante anos, algumas mulheres assim. Não durava muito, e porquê? Todas, sem excepção, traziam consigo um historial de violência exercida por anteriores parceiros. E, a dado ponto do relacionamento (os deuses que me perdoem...) eu compreendia porquê. Elas próprias eram geradoras de violência. Quer ciúmes agressivos, que as levavam a partir coisas (algumas até carros), à violência de me empurrar contra uma parede enquanto me enchiam com gritos e perdigotos, as sapatadas com que me tiravam coisas das mãos... Depois era o arrependimento, quando eu regressava de uma fuga que por vezes demorava horas ou um dia inteiro...
Agora nem um minuto aguento disto a mais ninguém. Aliás, a minha tolerância, em termos de relacionamentos, rege-se por um sistema de valores invulgar nos tempos que correm: os meus.

Fui ver o Batman, este último. Tive uma vontade contínua de me levantar e abandonar a sala, não pela qualidade do filme, impecável, mas porque todo ele, numa atmosfera de náusea, denuncia continuamente aquilo que para mim é a maior praga social: a falta de valores. Todo o filme se baseia nisso. Vivemos numa sociedade em que os valores saíram pela janela em andamento. Não os há. Lembro-me de ler a Bíblia em miúdo e ficar impressionado com as descrições de Sodoma e Gomorra. Neste momento, vivemos em Sodoma e Gomorra. Não existem regras algumas. Na minha actividade deve-se durante meses, ninguém paga a ninguém. A nível social ninguém tem dinheiro, mas toda a gente consome. Basta ver o parque automóvel...
Dantes era o patrão, o lobo mau nas empresas, agora são os colegas. A malta que ainda não chegou à idade adulta não tem referências, não tem heróis. Os pais não os educam, são uns fracos, e são o exemplo
a não seguir, na maior parte das vezes...

...E depois dá nisto.

Apareceu aqui uma criatura do sexo feminino há uns
posts atrás. Declarou, à cabeça, que vinha em busca de uma boa luta, disposta a ridicularizar-me... Ok. Com um sorriso, deixei-a tentar, tendo o cuidado para eu próprio não me exceder na defesa da dignidade de tudo isto, colocando-a a ela no ridículo. Na verdade, Não me agrada ridicularizar ninguém. De vários comentários por cada post, a blogger passou para o gmail, para uma abordagem mais personalizada.
Apercebi-me que o objectivo inicial tinha sido ultrapassado, evoluindo para um certo interesse na personagem que protagoniza o
blog, que lhe dava luta, sugeria. Contudo, e eu compreendo, de quando em vez, no escorregadio discurso do desdenhanço típico de quem quer comprar, ela reencarnava a figura da provocadora da primeira fase, tentando não perder definitivamente o tom de desdém, agora uma pedra no sapato da sua caminhada em direcção ao novo objectivo. Houve quem se apercebesse, naturalmente...

Ontem a Fernanda lançou um
post que ainda não comentei. Trata-se duma história tradicional açoriana. Lembra-me as mulheres mais velhas, que ao referirem os homens casados com mulheres agressivas defendem: uma bofatada naquelas ventas a ver se elas não se voltavam a comportar como mulheres de novo.
Sim. Também o estigma de uma sociedade rural.

Bem, em relação à rapariga que apareceu por aqui, eu até estava a pagar para ver... mas lamentavelmente, como em qualquer processo análogo, a ameaça da perda de controle gera atitudes bruscas, desajeitadas. E elas vieram: insultou-me.
Enfim... Provavelmente para ela não seria um insulto. Seria até um mimo com o qual brinda os amigos com frequência, mas... bem... o que foi fazer!... e eu, que até lhe achava uma certa graça...bastou-me para delicadamente cortar o contacto não sem antes ler que... para alguém com ideias avançadas, eu defendia princípios caretas... algo do género.

Existe uma freira, julgo que para os lados de Abrantes, que mantém trinta crianças, outrora abandonadas, num lar digno desse nome. Assisti a uma reportagem televisiva sobre isso. A senhora vive para aquelas crianças. Contudo, nunca lhe vemos o amor que lhes devotou. A reportagem abordava o dia-a-dia das crianças e sobressaía uma férrea disciplina. Questionada sobre isso, a madre retorquiu que numa sociedade sem regras como a nossa, a habituação ao cumprimento das mesmas seria um factor fundamental na educação e posterior sobrevivência dos miúdos. Queria dizer ela com isto, que, aquelas crianças, habituadas a regras e a valores, iriam automaticamente entrar em vantagem numa sociedade de onde eles se ausentaram. Eu acredito nisso.

Voltando à
blogger. Não demorou muito a aparecer um e-mail, não com um pedido de desculpas, mas sim com um pedido de... perdão. Contudo apercebi-me que não era o perdão, o objectivo, por isso respondi-lhe. Na resposta de volta reafirmou o perdão, mas sempre com a mesma atitude. Dizendo, pelo meio, que os meus apelos à boa educação que esperava que ela exercesse lhe passavam muito ao lado, que eram valores que não cultivava...
Confessou que escolhia aleatoriamente um
blog, e provocava deliberadamente o proprietário, até ele aguentar, e que me pedia perdão sobretudo por isso, ao dar conta da minha natureza, ou algo do género.
O que ela deve fazer no mundo dos
blogs, decerto fará no seu universo afectivo, o que neste caso já se manifestava. É, sem dúvida, alguém que procura emoção e adrenalina no confronto. Nova como é, irá encontrá-lo. Pode até manter uma relação com alguém tranquilo, que lhe apare todos os golpes, mas continuará sempre em busca de sangue. Espero sinceramente que nunca o encontre, para seu bem.

O texto de abertura do
post é ficcional, claro. Jamais faria mal a uma mulher. A minha ficção tem uma componente de crueza muito grande... vivi muito. Porém, mesmo no universo da ficção em que decorreu a escrita do texto, foi de válida inspiração a sua última afirmação: a de que ela que tinha gozado, em privado, com os comentadores deste blog...

Sou aqui, o que sou em minha casa. Um bom anfitrião.

95 comentários:

Sorrisos em Alta disse...

Explica só se ela é brasileira ou portuguesa.

Fiquei curioso em saber qual dos entendimentos da expressão "gozou" com o anfitrião do blog!
LOL

PS - Tens uma paciência, man....

Grande abraço

Rocket disse...

não gozou com o anfitrião do blog...


só goza comigo mulhé bem educada...

abração

ps: diverte-me.

Coragem disse...

Eu cá na fui pois não Rocket?????

Nem sei pr onde comentar este post, fala de tanto, mas o tema acaba por ser só um...

A 1ª parte não gostei, acho que tentaste ir ao extremo, e se não me engano a ideia foi exctamente chocar, para aos poucos ires aliviando e introduzindo (lol) o verdadeiro assunto.

Sobre a violencia domestica, nem quero comentar, acho que nada justfica, no entantoooooo, cada vez mais vou conhecendo mulheres que não se perdia nada se levassem uma bofetada na cara...

Agora o mais importante, espero não teres apagado os "tais" comentários (se é que os publicaste)
pra os poder ler e assim entender.
Será a mesma da aposta do blog da Antónia? Será?

Sabes o que te digo, apesar de mal te conhecer, que tens uma pahorra imensa, e há certos homens tão raros, que Deus quando os construiu, deitou fora o modelo...

Mantem-te assim, exactamente como és.


Beijo miudo

Rocket disse...

coragem

achas? eh eh

é fácil de encontrar: em cada post comentou várias vezes, a partir de domingo passado...

tenho mesmo espírito de missão...
existem coisas que funcionam só com palmadas valentes nas orelhas, daquelas que deixam surdo quem as leva...

bêjos môça

Mlee disse...

Mano, não vou comentar a blogger, não há comentário possível, mas a abordagem da questão dos valores, lembrou-me um episódio de hoje. Estava eu sentada na sala com a minha sobrinhoca a tentar secar-lhe o cabelo com uma toalha e a TV ligada no canal Disney que exibia uma qq série juvenil dobrada para português. A dada altura, uma personagem (um rapaz com cerca de sete anos), responde à mãe literalmente isto: " Oh mãe, não sejas ridicula" ... a minha Cat, arregala os olhos, olha para mim, olha para a Tv ...
É disto que se papa desde miúdo ... agora junta-lhe os morangos, a MTV e outros que tais e depois vai passear para um qualquer hipermercado com os teus ouvidinhos bem sintonizados e se isso não te chegar, entra numa qualquer escola secundária e regala-te com as pérolas que por lá passam ...valores? disciplina? educação? respeito? esquece, são coisas do século passado ... de Homens (viste o "H"?) como tu. Beijinhos.

vita disse...

Olha ternura sabes que te digo?
Eu sou quase bruxa e só não adivinho a sorte grande..sabes aquele post, da fenix? sabes pois.
E sabes o meu comentário? sabes pois.

Ternura gosto de ti.

Beijo apertadinho

vita disse...

Opsss era o post..summer phone call ..eh

Tu enervas.me depois despisto-me..looool

Beijo querido

Coragem disse...

Bolas esqueci de dizer o seguinte...
Só tens um defeito miudo, o mau gosto musical arrrrggggggg.

Deus ma livre aahahahahaha

Rocket disse...

mlee

agarra a tua cat, a minha cria consegui, eu e a mãe. mas quantos já se perderam... como esta.


beijo Grande, maninha ( viste o "G"?)

Rocket disse...

coragem

só um defeito? não é mau... mas esta música dos hedningarna pareceu-me apropriada

bêjos

Rocket disse...

vitinha

não me dei com escumalha nenhuma, ternura... paguei apenas para ver, mas não gastei muito...isto é tudo à borla...

bjinhos ternurinhos

vita disse...

Looooool

Eu sei e fui apreciando..;)

Atenta;P

Beijoooo poupadinho..looool

Rocket disse...

vitinha

é o que eu digo: take your seat...


bjinhos sentadinhos

Rocket disse...

vitinha

comentário 13...mais um beijinho

vita disse...

looooooool

Tiraste-me a deixa pah!
´
Pronto lá tenho de dar mais um beijinho..loool

Aiii que sacrificio...;PPPP

Beijooooo "luxuriento"

Tá-se bem! disse...

Agora atiçaram-me a curiosidade... deixa cá rebobinar... :p

Rocket disse...

vitinha

olha que estás a parecer muitas vezes...lol

bjinhos repetidinhos

Rocket disse...

tá-se bem!


aqui não se atiça nada! LOL


abração

vita disse...

E qual o problema?? não posso não??

Olha olha..vou acampar aqui e não me irrites.

Queres ver eu a dar-te duas palmadas?...


A tua casa é a minha casa..looool

Pelo menos esta..;P

Beijosss repetidinhos a dobrar

Rocket disse...

vitinha

estás à vontade... e eu que pus hedningarna para a malta ficar só um bocadinho...

gostas de sofrer tesourinho?

bjinhos tranquilos

Tá-se bem! disse...

Ahahaha acho que te entendi-te ehehehe mulheres!! :p

A Vitinha deve tirar o som, como eu looool

abração :)

Rocket disse...

tá-se bem!

mulheres não...pitas...lol

não as educam e depois têm de ser outros...

abração

blueminerva disse...

Oh meu querido amigo, gabo-te a paciência... é que nem Jó porra.
Beijinhos na nuca

Rocket disse...

blue

como já disse aqui, diverte-me...é assim uma coisa de... yin e yang...

beijos grandes

By myself disse...

Frustrada? Mal amada? Revoltada?

Imagina que é um mosquito e dá-lhe com força (mas acerta-lhe)!

Beijocas e boa semana.

BlueVelvet disse...

Nem sei como comentar este post.
Quanto à violência doméstica, não a aceito sob hipótese alguma.
Ai do homem que me pusésse um dedo em cima.
Tenho um cutelo de cortar de legumes.Deves imaginar para que o usaria.
Quanto a cenas de ciúmes, não tenho paciência. Está comigo quem quer, se quer.
Se não quer problema dele.
Não as faço, não grito, não choro. Chorar até posso. Depois. Em casa. Sozinha.
Quanto ao resto, fico descansada por não ser nada comigo, porque essa de me arrancarem o coração pela boca, só mesmo o Pedro.
E era preciso que eu fosse a Inês.
Mas gostei de saber quais os valores que defendes. E como recebes em tua casa. Pelo menos aqui nesta casa.
Beijinhos e veludinhos azuis

Silvia F. disse...

Isto de escrever por códigos... não dá com nada!
Bom mas também pelo que percebi, não perdi grande coisa!

Pessoalmente acho que as pessoas que passam pelos blogs no intuito de "medir forças", para mim são pessoas cujo quotidiano é tão vazio /oco que precisam de algo que as façam ressuscitar e sair da frustração. Ressabiadas é que são!Tadinhas... já estou com lágrimas nos olhos...

Eu tenho alguns bloggers (que "conheço" há bastante tempo) que provocam mas tudo com muito sentido de humor e vice-versa. Penso que lidar com as pessoas, principalmente via internet, com humor é essencial e saudável. Tudo o que ultrapassa o bom senso (insultos gratuitos) nem merece uma alínea sequer num post.

Beijos de paciência

PS: Não fui eu! Juro que não fui eu! ;)))

pinguim disse...

Blue há só uma, a minerva e mais nenhuma...
Beijo grande à Blueminerva e desculpa ter-te "metido" nisto e abraço para ti pela pachorra...
Não fui capaz de me conter, desculpa.
A propósito há alguma coisa de que gosto muito...é da música, a daquele filme do Lynch, suponho...

xunana disse...

Só um comentário: um bom anfitrião não, um EXCELENTE anfitrião. E mais importante que isso, um EXCELENTE amigo. Tudo o resto é acessório. Comentário aqui, comentário ali, esta é a prova que na net qualquer um pode ser quem bem quizer, e poucos são verdadeiros como tu.

Obrigada por seres assim meu foguete escravo do ritmo.

Beijão

Rocket disse...

by myself

como percebeste, o post anterior não foi inocente... foi uma espécie de prólogo.

julgo que não seja frustrada, nem sequer mal amada. pelo contrário.
parece-me apenas alguém insatisfeito com o tipo de afecto que lhe dão, procurando emoções numa existência que não a preenche. deve contactar com realidades que inveja e é por essa via que tenta lá chegar.
indubitávelmente a educação e outras valores nunca a penetraram. e é o tipo de pessoas que só ouvem, não aos gritos( isso é o que ela está habituada), mas com alguém a falar-lhe muito baixo no meio de um incêndio com as chamas quase a lamberem-lhe a pele...

beijnhos

Rocket disse...

bluevelvet

ei...não quero arrancar o coração pela boca a ninguém...apenas me apeteceu rechear o texto de algo sugestivo... sou assim.

beijos

Rocket disse...

silvia f

para muita gente que apareeceu por aqui ultimamente não é código, as pessoas sabem perfeitamente do que falo porque houve até quem, nas entrelinhas dos comentários, mandasse uma ou outra boca bem humorada à criatura. na verdade, ela aqui até foi divertida, e nem sequer maçadora... usou foi o blog para se aproximar de mim, mas mesmo aí tudo bem...tudo mal quando resolveu começar a tratar-me como os amiguinhos com que deve brincar no recreio...

já estou no secundário... respeito é essencial e a falta dela paga-se...

mas isso é coisa que não tenho que ensinar a ninguém em adulto...

beijos

Rocket disse...

pinguim

também pertenço ao clube dos admiradores do talento e humanidade da magnífica blue, como sabes.

mas não entendo muito bem o teu comentário...eh eh

a música é hedningarna: o álbum "kaksi!"

grande abraço

Tretoso Mor disse...

Rocket,

Pela primeir vez vou comentar no teu blog. Estou chocado, pois eu também tenho um blog e não sei como reagirei se me acontecer algo semelhante.

Mas o motivo do meu comentário, prende-se, com a consequência da educação das crianças e com a transmissão dos valores, como referes e muito bem, nas atitudes que mais tarde, como adultos, acabam por ter.

Fico chocado quando, por exemplo, num supermercado vejo crianças a fazer birras de se atirarem para o chão, insultarem e baterem nos pais, perante a passividade dos progenitores.

Mais tarde, são os adultos quezilentos, arrogantes e mal educados que encontramos na rua e nos escritórios.

TM

Rocket disse...

xunaninha

tenho outras provas que ilustram o que dizes, mas para além do anedótico, não maçam.

na verdade esta criatura usa a net de uma forma pouco simpática para o próximo...
escolhe um blog, e segundo palavras suas, vai lá atirar barro à parede até se cansar... e depois segue até ao próximo...
e é na net que ela demonstra a sua parte menos boa...
parece-me um ser pouco satisfeito por ter nascido com o sexo feminino...

alguém um dia devia pensar em dar-lhe uma lição...julgo que não era mal pensado...

quanto a eu ser verdadeiro, ninguém como tu, das minhas melhores amigas, para o afirmar. e o que adoro em ti como pessoa, é que além de seres a amiga que és, tens princípios à prova de bala.

e ela a mim afirmou os meus...caretas, xunaninha... podes rir-te...

beijo grande

Safira disse...

Gostei tanto do post e da tua postura que fiquei literalmente esmagada. A reler, em casa, com mais calma...

Fica só o desabafo de que se existissem mais homens como tu, de certeza existiriam menos mulheres como ela...

Beijo grande

Rocket disse...

tretoso mor

sê benvindo.

tenho pena que entres num post truculento, normalmente o tema aqui é mais prazenteiro...

quanto à forma como lidei com isto... na altura tive o requinte de lhe minuciar como as coisas se iriam passar se ela continuasse...
tenho um amigo meu, de há vinte anos, que quando alguém profere "o cão que ladra não morde" aponta para mim o polegar: "olha que não..." existem livros com dois mil anos que te ensinam tudo isto...

quanto às crianças, já vi muitas crescerem e tornarem-se adolescentes, e algumas com esse padrão de comportamento,



na verdade julgo que não são os açoites que educam, mas o modelo que os pais podem fornecer.
é fundamental mostrarem-se seres humanos de primeira para não terem filhos de segunda.


como alguns casos

abraço

Rocket disse...

sapphire

a sociedade está tão virada do avesso que a ela te garanto que não faltará nunca ninguém...

mas não quem ela quer...


bjinhos miaus

DALAPA disse...

Bem, haja paciência e algum prazer também, mas há sitios onde não precisamos de perder muito tempo a ter paciência, apesar do prazer que nos pode dar, este é um deles.........

É um prazer passar por aqui e ser bem recebido.
Gosto da tua cultura musical, muito apurada.....

abraço

Rocket disse...

dalapa

é um prazer receber-te.

gosto de ouvir hedningarna a mais de 200... e isto sou eu, que tenho princípios caretas...

a malta não se apercebe que os tais princípios e valores são como as regras de trânsito, que apenas servem para melhorar a sua fuidez e segurança...

imaginem as pessoas como carros: por isso é que este mundo está entupido...

abraço

Rafeiro Perfumado disse...

Demorei bastante tempo até conseguir ler a totalidade do teu poste. Logo após a primeira parte deu-me uma larica e tive de ir comer, à falta duma colega que se oferece-se para recriar a cena.

Quanto ao Batman, o último, e apesar de ter ficado até ao fim (o desempenho do Joker é brilhante) percebo e acredito no que dizes, basta andar todos os dias na rua, onde se vê pessoas a acabarem de ler o jornal e atirarem-no para o chão, pessoas com uma nova moda que é ouvir música no telemóvel sem auscultadores, etc, etc, etc, que me faz pensar que raio é que eu ando aqui a fazer. Mudar isto é impossível e infelizmente o tipo lá de cima mostra-se renitente em puxar outra vez o autoclismo.

Por último, a blogger que te “chateou”. Acho piada aos palhacitos que por vezes surgem com a intenção de nos chatearem ou provocarem. Será que se acham assim tão importantes ao ponto de pensarem que nos conseguem atingir? No fundo são umas almas tristes, com uma existência sem brilho ou problemas de comprimento ao nível de certos órgãos, o que os leva a tentarem descarregar as frustrações nos que andam na blogosfera para se divertirem.

Abraço e desculpa lá o testamento, se quiseres posso mandar-te um e-mail a pedir perdão...

alfabeta disse...

Confesso que estou com uma curiosidade enorme, isto, porque tenho alguém em mente.
Há sempre pessoas assim,para mim, são pessoas frustradas, com um vazio enorme dentro delas e que se sentem bem em provocar os outros, acredito que muitas mulheres são vitimas de violência doméstica porque são umas cabras de primeira e não há santo que aguente.
Em relação às pessoas que uma vez ou outra aparecem nos blogues a provocar, já tive disso e até no blogue do meu mais que tudo. Existe de tudo, até no engate subtilmente andam, quando não lhes chega comentar no blogue, enviam email com coisas de nada só para verem se têm resposta e dali nascer alguma coisa, sonsas, é o que são!Se há gajas que eu detesto são as sonsas!

Tenho que ir reler os comentários dos posts anteriores, porque estou mesmo curiosa! ;)

DALAPA disse...

Cultura
Empenho
Fluidez
Prespicácia
Simpatia
Boa educação

Para mim os principais ingredientes para, "os tais principios e valores", mas são dificeis de encontar, todos juntos.

Amigo, a mais de duzentos.....
Isso pode ser perigoso....

xi

Rocket disse...

rafeiro perfumado

ah ah ha

obrigado pela tua reflexão...vou adiantar até à blogger, na verdade, ela não se deu conta, mas adoro trincar um bom snack... como o estou a fazer agora...

tem graça quando o mandril vai caçar no território do leopardo...

abração

Borboleta disse...

Olha...nem sei por onde começar...

Tanto na vida real como na virtual "apanhamos" de tudo um pouco! É de lamentar que haja pessoas que façam o que fazem por pura satisfação própria egoisticamente falando e depreciando o facto de ela provavelmente ter um problema qualquer a nível social!

Falta de valores morais e regras...infelizmente tens razão! Tenho um filho de 7 anos e sinto que a sociedade onde estamos inseridos não ajuda na sua educação. Por isso faço o meu melhor e nunca, mas nunca o deixei sozinho e desamparado sem resposta ou sem ajuda! Tento educa-lo com os meus valores e dou o meu melhor...o resto, não posso responsabilizar-me...faço o que posso!

Voltando à blogger...a tua educação e sapiencia conseguem coloca-la a um canto, por isso, "pagaste" para ver (foi de borla), ginasticaste a mente (não que precises, pois parece-me que ela precisa mais), no fim viste que ela não valia o valor da importancia (pelo menos nesta situação). Deste a volta por cima, se bem com alguma amargura em relação à sua atitude, mas é assim...é desta forma que vemos quem interessa e quem não interessa!

Beijinhos esvoaçantes e com um bater de asas para que se desvaneça no ar esta situação menos boa ;o)

(cristo fartei-me de escrever...podia ficar a escrever mais lolol, é melhor não ainda começas a pagar para ver o que escrevo lolol mais vale as massagens são mais "relax" ;o) )

Rocket disse...

alfabeta

frustração tornou-se um termo demasiado abrangente, comigo apenas senti uma insatisfação, e eu um possível objecto que a satisfizesse. mas tudo bem. sou heterosexual, não tenho compromissos sérios e até gosto. e até mesmo do género. não admito é faltas de educação.
...pode ser que agora a criatura em causa faça um workshop com alguém que a dê...

eu, mulheres, só completas... não vou ser pai de mais ninguém já feito...

alfabeta disse...

Fazes bem, se há coisas que eu odeio são faltas de educação também, a mim, parece-me mais uma miudinha com muito para aprender ainda. :)

Rocket disse...

dalapa

obrigado, tiveste trabalho nisso...

uma das minhas frases, e é minha, quer de génese quer de natureza:

um perigoso prazer é sinal inequívoco de requinte.


abração

Rocket disse...

borboleta

não se podia esperar de ti ourtra coisa como educadora, felizmente isto não está entregue ainda aos bichos...fico contente.

em relação à pobrezinha, a possível amargura que sinta é por saber o que a espera se continuar assim, porque isto pode fazer-lhe abrir um pouco a pestana, mas não lhe cobre as lacunas de anos e anos ao abandono...

beijinhos

flap flap

Rocket disse...

alfabeta

há por aí quem goste...lol

mas aqui não.

alfabeta disse...

Não tenho dúvidas que há quem goste, os lobos reconhecem-se uns aos outros!

Rocket disse...

alfabeta

ai, não digas isso que eu gosto tanto de animais...

: )

alfabeta disse...

Eu também muitas vezes gosto mais dos animais do que das pessoas! ;)

Rocket disse...

alfabeta

também gosto muito de pessoas e mesmo quando lhes faço alguma maldade é porque sei que lhes faz bem...como aqueles xaropes amargos...ou quando enfio um supositório...hum... isto lembra-me o nome dum site qualquer...

Gi disse...

Pelos vistos calha a muitos (eu incluída) termos um "bicho" de estimação.
Quando venho ao teu blog, leio-o no google reader, e venho directamente ao fim comentar, não me apercebo do resto e, raramente, venho ver o que me respondes!
Já para me preservar!

Com este vou fazer um "follow-up".

Rocket disse...

gi

eu? já não tenho...


: )

Rocket disse...

gi

eu? já não tenho...


: )

Carla disse...

comento de uma forma muito simples: há quem faça da vida um jogo sem respeito para com os outros!
As minhas regras são diferentes, por isso lamento apenas que tenhas sido o visado...mas se calhar lá bem no fundo ainda tiraste proveito da situação, não?
beijos e continua a oferecer-nos os textos maravilhosos a que já nos habituaste
beijos

D.Antónia Ferreirinha disse...

Demorei horas para abrir esta caixa e poder comentar. Aqui estou.
Tu meu amigo, és um senhor do melhor.
Eu há muito tinha virado brejeira e dito umas quantas. Mas confesso que gosto de ti assim e até, de certa forma, gostaria de ser como tu.
Eu acho que a dita deve ter andado pelo meu blogue, não é?
Aquele teu comentário no meu post,eliminado ou algo com o nome parecido, não me recordo o nome, talvez fosse a prova disso.
Queres saber que mais, o pior disto tudo é eu estar lixadinha da perna, o resto é para o lado que durmo melhor.Mais uma vez obrigada pelas palavras deixadas na minha tasca duriense.
Beijinho doce.

Laura disse...

Eu não sabia o que se andava a passar aqui, mas vou já ler tudo desde domingo. lol
As tuas primeiras palavras chocam, mas às vezes, é preciso chocar mesmo!
Beijos nada violentos

DALAPA disse...

Tempo e trabalho, dá a encontrar gente assim....

Gosto da tua prespectiva.....

xi

Helena disse...

Menino,

Hoje passei para dar um beijinho...

Os outros dias so passo para ler o que por aqui se escreve...

E hoje li e Kuska como sou fui logo tentar descobrir quem era e pelos post e comentários vi logo quem era e claro depois fui espreitar o blogue da pessoa em questão e la esta um post a fazer referencia a este teu post...


Haja paciência e tu tiveste muita...


Beijinhos

Su disse...

ena ..nem precisavas deste esclarecimento....via.se a milhas:) eheheh
mas paciente e predador,,,,é teu genero.....:)

eu já não tenho paciencia para mim qto mais aturar tangosos/as....
sei lá.....bebam lixivia.....:)

ok sem violencia.....o desprezo é a pior arma:)

jocas maradas ...sabichão:)

plexu disse...

Há passoas que entram a bem pela porta da frente e que acabam por ter que sair a mal pela janela.

Abraço

Rocket disse...

carla

eu? divirto-me e divirto-os...
navegamos por aqui em busca de emoção? ei-la...

beijos

Rocket disse...

d.antónia ferreirinha

isto é tudo a brincar, pelo menos para mim. grave é eu saber que não podes gozar as tuas férias como mereces, a sério amiga...sobre o que me perguntas, não faço ideia se esteve no teu mas de futuro duvido que vá a mais algum...

beijo grande e excelentes férias que mereces

apenas um gajo... disse...

Rocket,
haja paciência...
'cromos' e 'cromas' andam sempre por aí!
e quanto à música que escolhes, nada a queixar (sem querer provocar terceiros/as)

Um abraço

Rocket disse...

laura

tu percebes. por vezes é necessário...

beijinhos meiguinhos, top model

Casal Tuga disse...

Andam por ai uns brincalhões, que realmente merecem isso tudo e muito mais!

Bjs & Abraços

Rocket disse...

dalapa

é bom sentir que o que aqui lês te satisfaz...

abraço

Rocket disse...

helena

que bom ler-te...gostava de saber como estás...

a sério que publicou? se tiver tempo passo por lá... talvez lhe agradeça a amabilidade, aprende rápido, a ser cordata... talvez um dia comece a ser educada, também... sabe-se lá...

beijos

Rocket disse...

su

tu conheces-me...sabes que tiro o maior prazer possível de cada situação...não, não me chames sádico...

jocas maradérrimas de mimos

Rocket disse...

plexu

o requinte da sofisticação simples que cultivas, como sempre.

um abraço

Rocket disse...

apenas um gajo

se dou com eles na rua viro-lhes as costas. se no trabalho lido com algum, tenho que respirar fundo e socorrer-me de toda a diplomacia...

...em minha casa, não os permito. mas se por acaso lá entram acompanho-os à porta e lá fora...

abraço

Rocket disse...

casal tuga

ela não queria brincar... queria aquilo... mas só o dou a mulheres, e não é a todas. já dou a demasiadas, o que não abona a minha reputação de cavalheiro...

bjos & abraço

Magucha disse...

Beeem, a descrição inicial fez-me lembrar uma cena dum dos filmes do Indiana Jones. Ele pendurado na ponte partida a meio, com o xamã a tentar arrancar-lhe o coração ainda a palpitar através do peito...

Desapareço por uns tempinhos, e temos festa? Ora bolas, vou ter de reler os comentários anteriores para matar a curiosidade (e me rir um bocadinho)!

Jinhos

Rocket disse...

maguinha

diverte-te, querida, que é para isso que cá andamos

beijinhos maguinhos

Magucha disse...

Rocket,

Baaah, demasiado fácil. Nem foi preciso chegar ao segundo post para perceber quem foi... Nem deu para acabar de fazer as pipocas! =)

Rocket disse...

maguinha

e tu que esperavas seguir o filme a trincá-las...

beijinhos maguinhos

Magucha disse...

Nem mais, adoro pipocas! Especialmente ir arrancando as partes explodidas até ficarem redondinhas... Hm. Acho que estou a ouvir uns "pop pop pop"...

Rocket disse...

maguinha

tens de experimentar os aperitivos japoneses do lidl...

estou viciado, mas de quando em vez faço umas pop pop!

bms

Magucha disse...

Aperitivos japoneses? Bolas, porque não fizeste este comentário há umas horinhas, quando lá passei? Agora tenho de esperar até amanhã! Vá, põe uns aperitivos no scanner, e envia. Pode ser que mantenham o sabor...

Rocket disse...

maguinha

mtabons! então os de sésamo... e a 99 cents, miammm...

bms

Maria Manuela disse...

Oh que caraças pá...uma pessoa está fora uns dias atulhada em trabalho e quando volta é este filme...


olha lá ternura...tu atrais gente...annnnn...como é que eu vou dizer isto.... annnnn... assim a modos que fritas da tola.... não ????

Já estava na altura de te dares com gente normal (diz o roto ao nu)....mas de facto tu baby, ou há-de ser malucas que te querem até cortar os pulsos ou fritas cheias de problemas...

Opá tu desculpa lá meu querido mas pelo menos não tens um tarado atrás de ti a dizer que te quer ver de fio dental e para experimentares um negão, porque negão é que bom....


ahahahahahahah
´beijos anjo

Rocket disse...

maria manuela

querida, li esse gajo e ainda pensei nisso, e na altura estive para me meter... de qualquer forma...tenho malta boa a vaculhar isps, ips e domínios... herança recente dum caso que tive que resolver com um daqueles sorrisos que ninguém quer ver nesta cara...

e malta boa noutras coisas... bem, só os melhores... isso herança bem antiga

...e sabes como sou...

adoro brincar

beijo de saudades

LeniB disse...

A violência doméstica tem vários rostos...
Reservo-me ao direito de não comentar o que não sei...
Dou-me ao direito de dizer que, para variar (!!) escreveste um excelente texto!
bjs

Tá-se bem! disse...

Afinal até curto a musica... parece que estou lá em cu do lobo! ehehehe

Quanto à pita, devia ter levado umas palmaditas quando estava na idade de ser corrigida..

Como sabes nas escolas de hoje os professores e auxiliares não podem tocar nos meninos (o que eu acho muito bem!) mas os meninos podem arrear neles, como já tive a lamentável oportunidade de observar..

Isto sem falar do ambiente em casa.. que deve ser idêntico

enfim..

Abração

Rocket disse...

lenib

pois tem...

beijos

Rocket disse...

tá-se bem!

amigo. ela hoje deve ter levado o que lhe faltou durante a vida... missão cumprida...

another satisfied customer...


abração

g. disse...

risos... bem voltando ao comentário das 16:14 que ficou a meio num crash estonteante da porcaria do windows...

gabo-te a paciência eu não a tinha principalmente se estivessem apenas para provocar...

a essas pessoas desprezo total para não ser violenta e enfiar um par de estalos ou melhor abrir o garganil e arrancar-lhe as entranhas e depois consolar-me a espreme-las e vê-las a sair por entre os dedos isto para não falar em esventrá-la...

eheheheh gostei dessa 1a parte... tão sádica e tão sangue que ainda imaginei pior do que pintas...

a sério gajas e gajos assim um bom par de estalos bem assentes é o q faz falta.

qto à violência doméstica esta mascara-se de muitas formas e para ambos os lados sendo a % feminina mais acentuada. o mal é começar a 1a palavra, o 1º gesto, o mal é aceitar a 1a vez...

outras vezes há pessoas que precisam disso para viver como se fosse um alimento... e provocam... e tem... e andam ali naquele circulo vicioso... até ter coragem de bater a porta

acho que quando se perde o respeito perde-se tudo... mas... tá tudo ai nas tuas palavras
bjo

Rocket disse...

g

dá-me gozo, principalmente se der um bom post...e parece-me que fui útil...julgo que a criatura fica por aqui em relação à habilidade de se meter com outros bloggers...

ma ainda não acabouuu...

agora é como nos filmes do takeshi kitano...toda a malta a dançar no fim...

beijos

Safira disse...

Voltei, mas prometo não entrar no pingue pongue do costume. Não quero cá confusões de identidade;)
(agora seria a parte em que dizes que 'jamais, em tempo algum', veementemente. Obrigada! ;))

Sobre a atitude da criatura não vale a pena dizer muito mais. Estimo que comentar a mediocridade consome muita energia, e tenho coisas melhores para fazer com a minha insónia. E, como tens a moderação dos comentários, estou à vontade, porque podes sempre não publicar, ou fazer corte e costura. Tens carta branca. Até porque o espaço é teu, mesmo, convém não esquecer. Infelizmente, há muito quem o faça, na sede de protagonismo.
Tenho pena se a senhora gozou em privado com os comentadores, mas só me merece preocupaçao o respeito vindo dos meus pares. Não é manifestamente o caso, como não será para os outros frequentadores do teu cantinho. Por aí, estamos conversados. Sei quem sou, de onde venho e para onde nunca irei. A partir daí, o que pensa gente inconveniente e que não conheço não me interessa minimamente. Mas não me passa ao lado o teu rugido de leoa (tenho de trocar-te o sexo a bem da metáfora, que o leão é um manifesto preguiçoso)a proteger as crias contra o invasor. Há pouca gente que reage quando não é só a própria pele a ser chamuscada. Vivemos na era do vale tudo, do fast food emocional, das personalidades mutantes, inventadas por medida consoante o interlocutor e o objectivo em vista, da ausência de honra - diria até de consciência - da desresponsabilização, da satisfação do imediato, custe o que custar. É o mastiga e deita fora, o que se vê. Seja no trabalho, nas amizades, nos embriões relacionais...eu quero, eu tenho. Se o vizinho se lixar no processo, temos pena, o mundo é dos espertos. E quem não é esperto...lixa-se também. É por isso que eu provavelmente nunca irei muito longe na escala do sucesso pelos padrões actuais. É que isto de ter princípios é chato;impede-nos de ser como os tais 'espertos'. Mas tudo bem, eu sempre adorei equídeos, mesmo. Não me importo de ser burra até morrer, se me mantiver fiel a mim mesma. E rodeio-me sempre de 'burros' iguais a mim. É uma espécie ameaçada, mas ainda resistem alguns. E bons.

Beijinho, Rocketman

Rocket disse...

sapphire

foram mais que cinco segundos... eu dou-te o "leoa". agora queres que mude de sexo? eu digo-te...

bjinho miau

Pearl disse...

Eu estive aqui neste post quando ele foi publicado, lembro-me da primeira parte e lembro-me que voltei para trás pela violencia do inicio!
Cresci no meio de violencia domestica é algo que repudio e que me enoja, algo que ainda me perturba porque já fui a criança que se meteu à frente da mãe se é que me entendes enfim coisas passadas!

Hoje li todo, é muito bom!
E a digo-te que a blogesfera está mais agressiva que nunca e sim
por vezes acontece de alguem nos "escolher" e aí não é bom, porque ou defendes-te ou achas que um blog não vale tanta chatice a acabas com ele!
No entanto neste caso estiveste muito bem!
Não preciso dizer-te que a inveja está ligada a tudo o que seja bom!sempre sem excepção!


beijo

Rocket disse...

pearl

o mundo pertence aos invejosos, estão sempre à espera que os bons se encostem depois da obra feita para aparecerem na foto, a seguir...

beijo no tornozelo