terça-feira, 1 de julho de 2008

e se este deus não existir?

Para mim, os computadores são como maçãs mágicas. Depois de dar uma trinca numa, continuo às dentadas... até que esta não desaparece...

Falo de computadores pessoais, daqueles que temos ou em casa, numa mesa de trabalho em qualquer sítio. Os outros são pequenas abóboras, filhas das enormes abóboras dos anos sessenta, que ocupavam uma sala. Quem os criou não acreditava em magia, por isso nunca se preocupou em transformar as pesadas abóboras numa leve carruagem puxada por belos corcéis que nos pode levar a qualquer maravilhoso lado, como o é um Apple Macintosh.
Apenas diminuiram o tamanho dos bichos. E claro está, copiaram, e mal, o conceito do Mac para a vergonha não ser tão nítida.
Um computador é a ferramenta que mais aproxima o sapiens de um estatuto divino. Torna-o omnipresente, omnisciente e omnipotente. Contudo, um deus do Pc é um deus em dificuldades. Lida com um sistema pesado, complicado, com um manual de instruções obrigatório, e sobretudo uma interface doente. Atreita a constipações frequentes, vírus...
Mas, fenómeno interessante, graças ao marketing do sr. Bill Gates, o deus do Pc convence-se que é o único, que o mundo é monoteísta e que ele é o adorado... Allahu Akbar...

Fiz revistas de informática durante vários anos, e trabalhava com macs, sempre trabalhei. Por ironia, as revistas dedicavam-se ao mercado Pc, e os assuntos eram, obviamente as últimas novidades para Pc's...Nomeadamente os sistemas operativos, os famosos Windows.
Cada vez que era lançado um, mandava-me para o chão a rir agarrado à barriga... ria-me até me doerem os músculos do rosto. Chorava a gargalhar...
É que, para um utilizador de Mac e de qualquer plataforma OS, a versão do Windows lançada a seguir era uma cópia retocada, primitiva e colada com cuspo de uma qualquer interface Macintosh lançada seis anos antes...

...Mas não era isso que me fazia rir...

As lágrimas caíam-me pela face porque toda a humanidade era convencida de que o Windows era o único deus, e Bill Gates o seu profeta. E sei que assim era porque contribuía para isso, com as revistas e jornais de informática que fazia.

Acredito que muitos de vós nunca tenham utilizado um Mac.
Não só experimentar... utilizar, mesmo.
É como se o vosso mundo informático avançasse dez anos...
Mas isso não tem relevância absolutamente alguma, porque para a maior parte do mundo, excepto nos Estados Unidos, as abóboras criadas pela IBM, que enriqueceram algumas das maiores fortunas, como a do profeta Bill Gates ou o dono da Dell, são o que o homem comum reconhece como computador... que nunca tocou numa maçã...

Nunca utilizei Unix. Só conheço Mac's e Pc's. Cada vez que utilizo um Pc mordo os lábios, e como trabalho com um todos os dias fora do meu atelier, sei do que falo.
Como utilizador de Mac num mundo de Pc's, sinto-me numa aldeia primitiva da Polinésia onde se adora um deus do vulcão...

E se este deus não existir?
Não vou ser eu a informar os aldeões...

58 comentários:

vita disse...

Oh ternurinha e se eu te disser uma coisa não gozas? não ris? não partes uma cadeira?

Eu uso o PC e é-me indeferente se é Mac,Windows,Apple Macintosh, Unix e sei lá o que mais..loool

Desde que dê para fazer as coisas que necessito não estou nem aí, mas eu realmente também não percebo nada de PCs..;)

Beijos trincadinhos

Sorrisos em Alta disse...

Eu sei que isto está mal (já li e comentei o post anterior).
mas ainda é dia 1, já estás numa de Mac?
Tuga, que é tuga, Mac é a partir do meio do mês. Ou para levar a família toda a jantar fora.

Ah, não era esse Mac..

Pois, eu sei que não era. Mas que me mandou a mim pôr-me a falar sozinho com aquelas duas garrafas de cabeça de Burro?

Coma cabeça de burro, fiquei eu.

Já adormeceste?
É que o comentário ainda vai a meio.

Bem, a meio, não, a dois terços.

Ainda me falta.......... hic.... zzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz

Rocket disse...

vitinha

eu também não percebo nada de Pcs...
mas se usasses um mac ias serr mais feliz...

beijinhos com dentadinha no lado direito

Rocket disse...

sorrisos

acorda! (já está a torrar a massa em vinhos bons...)

para a próxima comes mac e em inglaterra, onde não servem alcool no fast food...

wake up!

alfabeta disse...

Olha que os Deuses castigam-te e mandam-te o Gates num postal!

Rocket disse...

alfabeta

fixe, um postal do gates afasta as pulgas dos meus gatos, mas não posso colocá-lo perto do computador...atrai vírus...

Tá-se bem! disse...

Andasteis a profetizar uma obra em que não acreditáveis?? Vou consultar o meu guru informático e depois te digo... ehehehe ;))

Nunca experimentei a maçã, que foi a desgraça do Adão

Abração
(até rimei)

Rocket disse...

tá-se bem!

o que um homem faz para ganhar a vida...

abração

Gi disse...

Olha eu acho que a maça é que é a culpada de tudo: do pecado original, do envenamento da Branca de Neve e, portanto, eu não como maçãs, mas confesso que, de vez em quando me apetece atirar o windows pela janela e dizer-lhe: Windows, hasta la Vista!
Isto do adiantado da hora não dá para mais ... já devia estar a dormir porque a partir da meia-noite: ai, abóbora!
(Levanto-me antes das 6h, pá!)

Rocket disse...

Gi

adoro maçãs... abóbora só em doce com requeijão...

drome bem...eh eh
bjinhos

Consuetudo disse...

É bem possível que as coisas se passem como descreves. Pois da minha experiência pessoal, resulta que acho o Pc um instrumento exigente, carente, demandante. Não faz coisas que devia, e farto-me das perguntinhas de merda que precedem cada ordem que lhe dou. Ora bem, não tenho como se vê apreço ou predilecção pelo Pc. E até acredito que (se tu o dizes) o Mac possa ser um instrumento ao meu serviço, em vez de eu ao serviço do instrumento- como me acontece vezes demais. Mas creio que há um obstáculo prático: O preço. E mais uma vez, tudo fica condicionado pelo lado económico! Se não ganhamos, nem sequer para ter um Mac, isto está mal. Mas grave, grave, seria não termos dinheiro para comprar ou conservar a posse do PCzito. Pois aí, creio que temos criadas as condições para implodirmos de vez. Os pobres, nunca fizeram revoluções. A classe média sim. E o empobrecimento da classe média, gera a sua revolta. Só aqueles que tiveram alguma qualidade de vida e verificam que a perderam, é que podem ser os motores de qualquer revolução. Em breve, não ganharemos para Pc`s, quanto mais para Macs! Ter um Mac pode ser a utopia que falta ao Pessoal no presente marasmo de causas! Em março do próximo ano, vamos dar uma nega à classe dirigente. Se até lá não ganharmos para ter um Mac, ou se pior, mas não improvável, termos que vender o Pc para comprar "manduca", vamos civilmente cumprir o dever cívico da participação política, enquanto cidadãos, nos termos e sentido propostos pelo nosso amável e sagaz blogger anfitrião! A CRP não permite que se contrate um PM estrangeiro, mas a seguir a uma votação popular massiva que retire a legitimidade aos políticos para governarem, podem nascer movimentos cívicos que mudem efectivamente as realidades e devolvam a utopia às nossas vidas. Basta de asneiradas. Está na hora de fazermos alguma coisa! Eu quero um Mac! Eu quero um Mac! Eu quero um Mac!Eu quero um Mac! Foda-se!

Calma aí Pessoal, isto começa só em Março de 2009.

Aquele Abraço, amigo Rocket.

Rocket disse...

consuetudo

eu ainda tenho um mac! eu ainda tenho um mac! eu ainda tenho um mac! eu ainda tenho um mac!

man...muita mercedagem anda para aí e usam pcs...
é desses que falo. e isto porque o mundo mac é desconhecido, ofuscado pela fogueirada do gates...

abração, amigo

Consuetudo disse...

Mercedagem com pulseirinhas douradas no pulso!

Deus está morto! Abandonou o Messias na cruz há já 2000 anos. O filósofo assim o proclamou.

Percebo-te bem. Mas temos que mudar esta geringonça!

Aquele abraço.

LeniB disse...

(tu também gargalhas?? lol)
Pois é, Rocket...quem nos manda a nós ser pobres e aldeões?
Não percebo nada de computadores nem de sistemas operativos: mas acredito que tudo seja uma questão de hábito. Tal como me habituei a um PC, também me habituaria a um Mac!
bjssssss

Borboleta disse...

Ora bem...não informando os aldeões, mas já o fazendo (e muito bem) Fiquei a pensar que da próxima vez com tiver que comprar um pc ou portátil...vou ponderar a hipotese Mac (não, não é o donalds! - esse detesto).

Nunca tive um nem nunca experimentei...se calhar porque os dois pc que tive foram oferecidos e a cavalo dado não se olha o dente ;o), Mas também por que nunca liguei muito a isso...desde que dê para eu trabalhar, estar na net, para mim está óptimo.

Tenho que começar a ser exigente...

Beijinhos

kitty disse...

Eu nunca utilizei nem expereimentei um MAC, mas também ainda há muita coisa que não experimentei... por isso! Mas tenho curiosidade, até porque adoro o design da apple!

Rocket disse...

lenib

somos pobres e aldeões porque não nos deixam ser outra coisa... e cada vez nos pressionam mais a cabeça com a bota, quando estamos a tentar sair da água fria...

eu trabalho com pcs e macs, é como trabalhar com alguém rabujento que acorda mal e fica assim o resto do dia, conflituoso, não cooperante, difícil e... com alguém que está sempre bem disposto

bjos gargalhados e um enorme abraço... sem muita força

Rocket disse...

borboleta

eu no teu caso preferia ir ao mercado de usados mac a comprar um pc novinho em folha...se a questão for €€€...

bjinhos

Rocket disse...

kitty

o qualidade do design exterior dos macs é acompanhado pela dos seus sitemas operativos... trabalhar num pc é como trabalhares numa sala mal decorada e num mac é sentires-te num espaço muito à frente...

Rocket disse...

consuetudo

LOL...aquela pulseira dava para comprar três macs, e ele não ia de camisa aberta... porque o inevitável medalhame daria para equipar uma média empresa...eh eh eh...

foste o primeiro aqui a perceber que não estamos a falar de informática...

abração

Patti disse...

Antes do Windows, eu trabalhava, numa empresa de consultadoria americana, numa Xerox, que tinha um sistema operativo muito similar ao então inexistente Windows. Ainda trabalhava tudo em ms-dos. E ficavam parvos com as potencialidades daquela Xerox.
Depois é que veio o Windows....

Rocket disse...

patti

esse sistema da xerox não conhecia...
o windows é a prova que se consegue vender lixo como se fosse ouro e tornar milionário o dono da lixeira...ainda hoje de manhã me vi ao papel com a porcaria do pc e do windows...
mas...quem está aqui a falar de computadores e de sistemas operativos? ; )

Peach disse...

Já experimentei um MAC e de facto não tem nada a ver. Mas... como digo, apenas experimentei, porque infelizmente tenho de me contentar com o meu pc banal, com o windows que dá erros por todo o lado!

Pode ser que pelo natal...

beijos

Coragem disse...

Daqui tecla uma aldeã de uma verdadeira abobora, loool

Teclo e chego lá ;)

beijo

Rocket disse...

coragem

acaba de teclari, melheri, qué pra iso ir prá sôpa...LOL

chegas chegas... e muitíssimo bem...

bjinhos

Rocket disse...

peach

todos podíamos ter macs e nem seria necessário ser natal... políticas comerciais..ais..ais...

bjinhos

João C. Santos disse...

se o sr Bill Gates não é o único engana muito bem, ou pelo menos tem dinheiro que chegue para vender muito bem essa ideia...

Rocket disse...

joão c. santos

não gosto nada e dizer isto, mas... vês?
vês como é possível vender um deus falso?
e se o outro também for? o bill anda nisto há trinta anos, mas o vaticano e bizâncio já levam alguns séculos valentes... pois é...

João C. Santos disse...

e é isso que assusta...

o quanto fácil é manipular a nossa forma de pensar...

o quanto é dificil alguém se opor a estes "deuses"

Borboleta disse...

Eu sei...assustarme-ia com os valores...mas pronto...eu sou muito exigente quando quero mesmo uma coisa! E se gostar de algo mesmo a sério, não vou pelo preço. Vou pela qualidade e pondero se valerá a pena! ;o)

Como até agora não tive hipoteses de escolher...pode ser que chegue o dia ;o)

Beijos

Rocket disse...

borboleta

não te assustas com os valores. um mac está muito mais barato... só um pouco mais caro que os pcs, mas vale a pena, porque muito, mas muito menos avaria e é quase imune a vírus...

bjinhos

Rocket disse...

joão c. santos

o poder ensina matemática, geografia, ciências, línguas e desenho. o objectivo é formar peças da engrenagem.
o poder não está interessado em ensinar as pessoas a pensar...depois elas poder-se-iam defender... e assim não se poderiam manipular...

Safira disse...

Olha, eu depois de ter de trabalhar com o LOtus e o Quatro Pro até ergo um altar ao Gates por ter 'inventado' o Excel. Sei, por interposta pessoa, que o Mac é altamente, mas é como tudo na vida: se não podes ter um Jon Bon Jovi que remédio senão contentares-te com um Tony Carreira, né?
Beijos

Anónimo disse...

"trabalhar num pc é como trabalhares numa sala mal decorada e num mac é sentires-te num espaço muito à frente..."
uma belíssima analogia... como eu o compreendo!

O que não deixa de ser irónico é um pequeno aparelho (ipod) conseguir dar uma visibilidade à marca que os computadores nunca conseguiram, mesmo sendo "os computadores" por excelência.

Dois mitos que ainda hoje a marca não conseguiu derrubar por completo: preço e incompatibilidades!

E as vantagens ao se optar por um mac arrasa-os por completo!

E sim, este comentário está a ser escrito de um mac, por alguém que mantém uma relação de total fidelidade há mais de 15 anos :-)

Sorrisos em Alta disse...

E eu lá vou pagar alguns 20 euros por um Mac?
Antes torrá-los num pub!
Ah, não aceitam euros...
Que se f***, gasto-os na Irlanda!
Ah, esses também não, não é?
;o)

Rocket disse...

safira

o gates foi um bacano ao ter desenvolvido o office como uma multiplatafora que até no mac é a referência. devia ter-se esforçado mais um pouco com o design do windows em todas as suas vertentes (2: forma/função)...

Rocket disse...

anónimo

e como eu compreendo essa fidelidade...
e a observação relativamente ao ipod (e agora do iphone) é pertinente.
em relação a compatibilidades, não me queixo...o gates até foi simpático na questão do office e as marcas cuidam de que a compatibilidade esteja assegurada entre plataformas e interfaces...

mas a conversa aqui ultrapassa os computadores...foram um mero pretexto

volte sempre

Rocket disse...

sorrisos

já se te acabou a massa?
conta os trocos senão acabas a por música no pub para pagar as bjecas...

abração

jasmimdomeuquintal disse...

Não que ee tivesse dúvidas, mas essa dos gajos que editam revistas temáticas, rebolando no chão a gozar com os pobres coitados que as vão comprar, julgando-se depois mais informados que os comuns mortais...é uma imagem linda e depois d afoto dos anos 80, ui...
Qualquer dia dedico-me ao mac, agora só quero que este pc funcione...
bjs

Rocket disse...

jasmimdomeuquintal

então... achas-me um malandro, é? LOL

beijinhos e boa sorte com a abobrinha...eh eh

Sorrisos em Alta disse...

E achas que eu era pago em quê? Em dinheiro????
;o)))

abraço

Rocket disse...

sorrisos

nããã...gééééneros, claro...eh eh

abração

Sorrisos em Alta disse...

Fui eu que dei origem ao "lema" "As bebidas expostas são para consumo da casa!"
;o)

Rocket disse...

sorrisos

"casa" é a tua alcunha?

abração

Magucha disse...

O pc até nem funcionava mal quando tinha o ms-dos, era só memorizar meia dúzia de comandos, e fazia aquilo (e apenas aquilo) que o utilizador queria. Não tinha interface gráfico nem rato, mas funcionava bem.

Unix funciona muito bem, mas é preciso compilar antes de se instalar, e andar à caça de drivers, ou programá-los.

O windows foi um desastre, e cada nova versão é pior que as anteriores. Aliás, foi devido ao vista que decidi - o meu próximo computador vai ser um mac. Os principais obstáculos a que eu comprasse um já se esbateram: o preço está muito mais acessível, a compatibilidade com os ficheiros do ms office é total, e os jogos que gosto também funcionam em mac.

Mas uma coisa é certa - se a Apple não tivesse controlo sobre o conjunto hardware/software, os mac não funcionariam tão bem. É muito mais fácil fazer um sistema operativo estável e funcional com meia dúzia de componentes bem conhecidos, do que com milhares de variações possíveis. A maior força dos PC e do Windows é a sua maior fraqueza - qualquer um pode montar um PC com componentes soltos de diversas épocas, e instalar uma versão do windows que faça o sistema funcionar. Com um Mac isso não é possível...

Jinhos

Rocket disse...

maguinha

não me mexi na carteira. fiquei aqui quietinho até ao fim da aula. e eu, que mesmo assim ouço mal, ouvi tudo. obrigado. deve ser um gosto ouvir-te falar de um mundo que acompanhava mas de raspão...

bejinhos maguinhos

lilipat2008 disse...

Eu tenho de admitir que sou desses que só experimentou uma vez o macintosh...nunca usei e na altura fez-me um bocado de confusão...acredito que seja muito melhor, mas para as minhas necessidades este chega muito bem...

bjitos

Rocket disse...

lilipat2008

no mac fazes tudo o que fazes no teu pc mas de uma forma bem mais agradável...

bjinhos

Magucha disse...

Rocket,

Comecei a usar os PC faz agora 20 anos. Ou melhor, tive PC em casa nessa altura, já usava esporadicamente o PC ou spectrum (para jogos) em casa de amigos. Saudades dos tempos em que uma diskette tinha 5-6 jogos, e sobrava espaço para os trabalhos da escola! =)

Dou-me conta de que conheço demasiados informáticos. Estou-me a lembrar de um jantar de aniversário há uns anos, em que se ficou horas a falar do spectrum, dos primeiros jogos, e de como os futuros filhos iriam ter um spectrum em vez de uma PSP, para verem o que era esperar que a cassette carregasse o jogo! =) Os bons velhos tempos... =)

Por acaso ficou uma coisa por dizer no comentário anterior. O maios feito do deus Gates não foi vender o Windows como o melhor sistema do mundo. Foi convencer toda a gente de que precisava de o actualizar, comprando a versão nova, a cada 2-3 anos. Comprando um PC novo obviamente, uma vez que o novo windows tornava obsoleto tudo o que funcionava bem anteriormente. =)

Jinhos cheios de bits e bytes! =)

Rocket disse...

maguinha

de facto esqueci-me de referir o que lembras, a fidelização-escravatura induzida ou mesmo obrigada pelo gates. este post deveria ter sido criado há anos atrás.
estando no mundo das revistas e jornais de informática (lancei-os quase todos...). também ouvia muita coisa. contudo não era utilizador de pcs, e na verdade só me preocupava com layouts e tipos de letra. foi melhor assim. mantive-me como estupefacto espectador...daí este post

beijinhos maguinhos

Magucha disse...

Rocket,

Deve ter sido uma experiência diferente, estar imerso no mundo PC, publicitando-o, embora não fazendo parte da legião de adoradores de Gates. Ou da dualidade Intel-Microsoft... Houve uma altura em que a única coisa para que o ultimo processador intel servia era correr o windows, e vice-versa! =)

Rocket disse...

maguinha

está no texto, a minha vivência do facto, mas tenho prazer em repeti-la:
Cada vez que era lançado um (windows...), mandava-me para o chão a rir agarrado à barriga... ria-me até me doerem os músculos do rosto. Chorava a gargalhar...

beijinhos maguinhos

Anónimo disse...

Bem antes de mais parabens pelo teu blog rocket é a primeira vez que ca venho

sempre usei pcs toda a vida desde pequeno, desde DOS ate ao ultimo windows
o meu pc pessoal é Mac, mas para nao varias no trabalho tudo é windows (Bill gates rulez! lol)

no teu post referes nunca teres usado unix

mas os SO da apple e linux sao baseados em Unix devido a shell que possuem

J

Rocket disse...

j

acho que as únicas vezes que vi uma interface unix foram em filmes... e pareceu-me sofisticado, agradável. por isso não me admira que tenha sido a génese do OS, como gentilmente me informas... é que eu embora estivesse ligado a publicações temáticas não me preocupava em inteirar-me... era um pouco fundamentalista em relação a pcs/macs...

ainda bem que gostas...

aparece sempre

g. disse...

risos... não consegui ler os comentários anteriores mas... comecei a trabalhar com Mac em 1985 na Universidade do Minho bem e até faziamos música num...

mas também tive de usar PC's e comecei com os Amstrads PCW com SO em disquetes de 14" enormessss mas isso foi evoluindo...

passaram-se anos e os windows a evoluirem e finalmente quando conseguiram chegar ao Win 95 então assemelharam-se ao Mac 85... como dizem os puristas do mac

desde sempre usei o excel no mac e o lotus 123 em pc's enfim... tive de evoluir com os dois...

o pagemaker... o photoshop... até estatistica... tudo isso aprendi e trabalhei em mac... até tinha um programinha que me convertia os words de pc's em words de mac para poder continuar em casa os meus trabalhos de digitação de teses de mestrados ou doutoramentos, ainda fiz algumas mas sempre dos outros claro

por isso compreendo-te nesse teu [bom] gosto pela perfeição.

maçã é maçã e continuará a ser a perdição do homem através dos tempos...


[e com isto verifico que já passaram tantossss anos... enfim tou mesmo kota]

Rocket disse...

g

vou focar-me na tua última afirmação: conheces os "imortais"? não consigo imaginar um homem ou mulher com quatrocentos anos de experiência e com um aspecto de trinta ou quarenta a considerar-se cota...

bjos

g. disse...

risos... é só a gozar...
agora ando numa de "kota" ;o)

eu bem tento [mas não o suficiente confesso... é-me impossível] mas ninguém me respeita as 4 décadas e meia de existência... e eu que tenho tanto orgulho na minha/nossa safra

tenho sempre de mostrar o BI e ainda por cima dizem-me nas ventas que é falsificado, que é para dizer que sou grande... erghhh

enfim... tem as suas vantagens e desvantagens claro, mas era um sonho ser imortal... com toda aquela sabedoria, linda de morrer e trintona... uiuiuiui

[sabes bem que as imortais são sempre lindas de morrer não sabes??]
bjs

Rocket disse...

g

se forem como eu...são.


beijos